Categoria: maquiagem

Testei: Base Maybelline SuperStay 24HR

Testei: Base Maybelline SuperStay 24HRQuem acompanha o blog há algum tempo, já sabe, mas se você chegou aqui agora: prazer, meu nome é Gabriela e sou aficcionada por bases. E corretivos. E pós. Hahahaha! Eu realmente não me importo de gastar nestes três itens quando posso e sei que terei o resultado que preciso. Tanto que, ultimamente, conforme minhas bases e BB Creams vão sendo usados, estou procurando produtos novos, com acabamentos e resultados ainda melhores do que os que eu já conheço.

Assim sendo, uma das bases novas que comprei, foi a SuperStay 24HR da Maybelline. Eu gosto da Dream Matte Mousse (apesar dela transferir horrores) e da Pure MakeUp que é muito boa para peles oleosas, por isso achei que esta nova base, poderia ser uma boa para a minha pele super oleosa, já que ela promete durar o dia todo.

Testei: Base Maybelline SuperStay 24HR

A tecnologia de SuperStay proporciona alta resistência ao movimento, calor, umidade, suor e toque, e ainda protege a pele com FPS 19. Isso só é possível com a inovadora tecnologia Micro-Flex que possibilita fixar a base e acompanhar os movimentos da pele confortavelmente, sem sensação de peso ou rigidez. A base que dura o quanto você precisa, sem desgastar, craquelar ou desaparecer ao longo do dia!

Antes de qualquer coisa, se você gosta de bases com toque seco, já pode parar de ler a resenha por aqui. Esta base da Maybelline não deixa o rosto matificado como a Dream Matte Mousse, mas ao mesmo tempo, não tem acabamento brilhante como uma base hidratante ou luminosa. Ela seca e fica com aquele “glow” de pele saudável, natural, nada brilhante e melequento (o que seria um problema e tanto para quem tem a pele oleosa). Mas tem quem prefere o acabamento opaco, sem brilho algum, então a SuperStay 24HR não é pra você.

Para ser bem honesta, tenho poucas coisas para “reclamar” desta base. Uma delas é em relação a embalagem: ela tem o mesmo problema da minha adorada ColorStay da Revlon que é a falta de pump ou um bico dosador. É muito fácil desperdiçar produto desta forma, ou aplicar mais do que você deveria, além de ser um convite para um desastre na sua bancada, penteadeira ou banheiro. Pode parecer um pequeno detalhe, mas eu ando um pouco “cri-cri” com esta história de embalagens e uma coisa como essas, que no passado, acreditem ou não, não me incomodava tanto, hoje gera até preguiça na hora de usar o produto.

Outra coisa que eu não gostei muito foi da gama de cores. Apesar de serem 8 tonalidades (muito melhor do que claro, médio e escuro), parece que faltam opções ente uma cor e outra, especialmente ao que diz respeito a cor de fundo da base. Eu geralmente uso as cores com fundo amarelado e sei que a maioria das cores da Maybelline tem fundo rosado. Por isso, quando fui escolher a minha, repliquei a cor da Dream Matte Mousse e escolhi a Nude Light, que não é a minha cor perfeita, mas é a que mais se aproxima do meu tom de pele do colo (porque meu rosto é muito mais branco que o restante, já que uso protetor solar FPS50, todos os dias).

Testei: Base Maybelline SuperStay 24HR

Apesar da cor não estar completamente perfeita, dá para enganar bem! A base ajuda, porque a cobertura também não é das mais leves. Diria que tem acabamento de médio a leve, dependendo de quanto e como você aplica. Não some completamente com manchas, olheiras e cicatrizes, mas uniformiza muito bem a pele, deixando apenas pequenas áreas para serem corrigidas. E apesar de eu sempre desconfiar destas coisas que prometem muito como 24h de duração, precisei dar o braço a torcer: cheguei em casa, depois de um dia inteiro fora, andando na rua com muito calor e à noite, a base ainda estava no meu rosto, com a mesma cobertura. Ou seja: a durabilidade dela é mesmo uma das melhores que já experimentei e diferente da Dream Matte Mousse que transfere em absolutamente qualquer coisa esta é bem mais resistente e quase não transfere.

Agora aqui vai mais uma informação interessante para as moças de pele oleosa: eu não senti que minha pele ficou mais oleosa do que o normal com esta base, mas também não vi a oleosidade ser reduzida. O ponto é que no site brasileiro da Maybelline não fala nada sobre ela ser oil-free, mas lendo os ingredientes, também não vi nenhum tipo de óleo a não ser a parafina que é o último ingrediente. Mas, no site norte-americano consta que a SuperStay 24HR é oil-free. Se a fórmula é a mesma ou não, não sei dizer, mas quem tem a pele oleosa deve sempre optar por produtos oil-free.

Testei: Base Maybelline SuperStay 24HR

O preço sugerido dela é de R$49,90, o que não é um absurdo, mas também não é super baratinho como uma base da Vult ou da Koloss. Eu acho que vale a pena para quem usa diariamente e precisa ficar com o rosto bonito o dia todo, precisa de uma base resistente que não vá esmaecendo com o passar das horas. Se eu não tivesse mais 89129863563 bases que eu quero experimentar, provavelmente compraria de novo, mas por esse motivo ela não entrou na lista de produtos para “repetir quando acabar”.

 

Detalhes da nota:

Embalagem

3/5

Textura

3/5

Cobertura

4/5

Durabilidade

4/5

Preço

4/5

Avaliação Final: 3,6 estrelinhas

INGREDIENTES BASE MAYBELLINE SUPERSTAY 24HR
AQUA/WATER, CYCLOPENTASILOXANE, POLYPROPYLSILSEQUIOXANE, ISODODECANE, DIMETHICONE, C 30-45 ALKYLDIMETHYLSILYL POLYPROPYLSILSEQUIOXANE, GLYCERIN, SILICA, PEG-10 DIMETHICONE, DIMETHICONE/POLYGLYCERIN-3 CROSSPOLYMER, SODIUM CHLORIDE, NYLON-12, PHENOXYETHANOL, DISTEARDIMNIUM HECTORITE, DISODIUM SEAROYL GLUTAMATE, CHLORPHENESIN, ETHYLPARABEN, DISSODIUM EDTA, ALUMINUM HYDROXIDE, PARAFFIN. [+/- PODE CONTER: CI 77891, CI 77499, CI 77192, CI 77491]


Onde?
Perfumarias, Farmácias e Lojas Online
www.maybelline.com.br
0800 701 0114

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.

Favoritos de Junho

E já estamos passando da metade do ano! O tempo está voando gente! Hahaha! Parece que ontem era janeiro! Enfim, este mês usei algumas coisas diferentes e algumas até acabaram entrando na minha rotina. Os produtos que tiverem resenha, terão links no final do post. É só clicar para ler os detalhes.

Favoritos de Junho

Testei: quem disse, berenice? | Primer Antibrilho

Testei: quem disse, berenice? | Primer AntibrilhoTem coisas que simplesmente não tem como fugir: quando preciso fazer uma maquiagem mais elaborada, ou quando tenho tempo de me maquiar com tranquilidade (como no fim de semana), sempre, sempre apelo para o primer para tentar segurar a oleosidade da pele. Por mais que eu use os produtos adequados para cuidar desse problema, no final do dia sempre tem uma área que fica mais oleosa e no meu caso é sempre o nariz e a testa. Agora imaginem quantos primers eu já não testei até hoje em busca de um que realmente ajudasse. Até que veio uma das minhas marcas favoritas com uma proposta para lá de interessante: quem disse, berenice? e seu Primer Antibrilho.

Pesquisei um bocado antes de fazer a compra porque eu já tinha o primer tradicional da marca e gostava dele, mas não que ele tivesse algo de muito especial ou diferente do que eu já havia testado. Sendo assim e vendo muitas opiniões positivas sobre o produto, resolvi arriscar.

Testei: quem disse, berenice? | Primer Antibrilho

Os nossos primers (se diz “praimers”). vão te ajudar a conseguir aquela maquiagem linda por mais tempo. o produto prepara a sua pele pra receber o make disfarçando os poros, uniformizando e acalmando a pele e também fixando a maquiagem.

Primeiro de tudo: foi a primeira vez que eu vi um primer nesta embalagem, como se fosse uma base compacta. Estranhei um bocado, ainda mais quando vi a esponja embaixo (nunca passou pela minha mente aplicar um produto como esse com uma esponja; uso sempre os dedos). Apesar de todo este estranhamento há a vantagem de você poder carregá-lo com tranquilade no necéssaire caso precise viajar, porque não há risco de vazar. E como a embalagem acompanha um espelho, também é uma coisa a menos para você levar na sua bolsa. Mas a verdade seja dita: desde que comprei o Primer Antibrilho não usei a esponja uma única vez se quer e não achei lá muito prático aplicá-lo com os dedos, acredito que a embalagem pump seja mais adequada a este tipo de produto.

A textura dele também é diferente: parece uma cera, mas mais molinha. Quando você passa na pele, a sensação é de pele macia, aveludada, mas um pouco siliconada também. Me lembrou um pouquinho o MagiX da Avon neste sentido. Sobre o disfarce de poros, realmente não vi quase nenhuma diferença. Aliás, se a sua preocupação maior é esta, junte um pouco mais de dinheiro e invista no Pore Refining Solutions Instant Perfector da Clinique ou no POREfessional da Benefit para não se decepcionar, ainda mais se você tiver cravos. Este da quem disse, berenice? definitivamente não é o melhor para isto. Depois de todas estas considerações eu esperava que ele ajudasse a segurar a oleosidade por mais tempo do que o produto tradicional da marca. Esperança é a última que morre, né?

Testei: quem disse, berenice? | Primer Antibrilho

Bem, não vou tirar todo o mérito dele, porque apesar de ser mais “chatinho” de aplicar, parece que a minha pele se deu melhor com ele do que com o Primer Incolor. No final do dia eu tinha oleosidade no rosto sim, mas não tanto quanto de costume. Isso fica bem visível pois às vezes chego em casa com a testa parecendo um espelho de tão oleosa (e esses são os produtos que eu sei que não dão certo) e usando o primer da quem disse, berenice? o resultado final não foi tão desastroso assim. Claro que eu esperava mais de um produto que se diz “antibrilho” e também entendo que pele oleosa é oleosa e fim. Até hoje não encontrei sérum, hidratante, protetor solar, BB cream, primer, base ou o que quer que for que conseguisse deixar minha pele completamente matificada o dia todo.

No entanto, colocando todos os prós e contras na balança este é, até agora, o único produto da marca que eu não indicaria para quem tem pele oleosa ou procura por um primer para disfarce de poros. Ele tem seus pontos bons, mas acredito que para peles oleosas existam soluções melhores como os dois produtos que eu citei acima. Ainda tem mais um motivo para você pensar um pouco (ou pelo menos ir até uma loja conhecer) antes de comprar: o bonitinho tem 12g e custa R$51,90. Não é baratinho não.

Eu não me arrependi completamente da compra porque no fim das contas estou usando o produto, mas não compraria novamente.

 

Detalhes da nota:

Embalagem

2/5

Textura

3/5

Eficácia

3/5

Rendimento

4/5

Preço

3/5

Avaliação Final: 3 estrelinhas

INGREDIENTES QUEM DISSE BERENICE PRIMER ANTIBRILHO
HYDROGENATED POLYISOBUTENE, ETHYLHEXYL ISONONANOATE, ISOPROPRYL TITANIUM TRIISOSTEARATE, POLYETHYLENE, ALUMINIUM STARCH OCTENYLSUCCINATE, POLYMETHYL METHACRYLATE, CETYL LACTATE, METHYL METHACRYLATE CROSSPOLYMER; TRIMETHYLSILOXYSILICATE, DIMETHICONE, DIMETHICONE/VINYL DIMETHICONE CROSSPOLYMER/SILICA, MICROCRYSTALLINE CERA, MICAM DIMETHICONE, TRIMETHYLSILOXYSILICATE, TOCOPHERYL ACETATE, CAPRYLIC/CAPRIC TRIGLYCERIDE/DIACETYL OLDINE; BISABOLOL, PEG-6 ISOTEARATE/HESPERETIN LAURATE; LINOLEIC ACID, BHT, CERAMIDE 3.


Onde?
quem disse, berenice?
www.quemdisseberenice.com.br
0800 726 6482

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.

Tutorial | Smokey Eyes Básico

Como eu já disse no tutorial anterior, não sou nenhuma expert no assunto tutorial de maquiagem, mas resolvi compartilhar aqui no blog as maquiagens que faço e uso ou seja: nada difícil e que com certeza pode ser usado. Um dos clássicos que eu gosto muito é o famoso smokey eyes, aqueles olhos bem pretos com um batom nude, fazem um look lindo tanto para a balada como para outras ocasiões.

Demorei um pouco para pegar o jeito de fazer o smokey eyes de um jeito que eu gostasse (vocês podem reparar pelas fotos que eu tenho pouco espaço de côncavo), mas acho que finalmente consegui. Não é nada elaborado, mas para quem também tem dificuldades na hora de lidar com a sombra preta, pode ser uma boa. Espero que gostem!

Tutorial | Smokey Eyes Básico