22
Apr
Hits Speciallità | Coleção GiO Antonelli Sensações

Hits Speciallità | Coleção GiO Antonelli Sensações

Há alguns anos, a atriz Giovanna Antonelli lançou sua primeira coleção de esmaltes com a Hits Speciallità. A princípio, eram nove cores inspiradas em emoções e com embalagens diferenciadas, a tal linha premium da marca. O preço era pra lá de salgado: R$14,90. Este ano, em nova parceria, Gio lançou uma nova coleção inspirada em sensações, com embalagens regulares e com uma variedade muito maior de cores: ao todo são 19 cores com acabamentos cremosos, perolados e multichrome.

Aqui, eu recebi nove cores para mostrar para vocês.

Após o sucesso de Emoções, primeira linha de produtos licenciados de Giovanna Antonelli, a atriz repete a dose e lança sua segunda coleção de esmaltes em parceria com a Hits Speciallità. Sensações foi o nome escolhido para representar as dezenove novas cores. A cartela de cores, ampliada para atingir ainda mais mulheres, conta com nuances que remetem às sensações.

Hits Speciallità | Coleção GiO Antonelli Sensações

  • Perna Bamba [cremoso] – Laranja fluorescente
  • Ansiedade [cremoso] – Vermelho
  • Felicidade [perolado] – Amora sexy e elegante
  • Prazer [cremoso] – Pink intenso
  • Ternura [cremoso] – Rosa chiclete
  • Liberdade [cremoso] – Azul claro
  • Frio na Barriga [semi fosco] – Azul royal intenso
  • Vertigem [cremoso] – Verde bandeira marcante e intenso
  • Bem estar [perolado] – Bronze elegante

Claro que devido ao sucesso da personagem Clara (Giovanna Antonelli) na novela Em Família, o esmalte Frio na Barriga é o que está fazendo mais sucesso entre todos da coleção. Mas além dele, o Felicidade foi um dos meus favoritos! Lembrando que os esmaltes da Hits Speciallità são 3Free (livres de tolueno, formaldeído e dibutilftalato) e podem ser encontrados em diversas perfumarias do país. O preço sugerido é de R$3,75.

O que acharam desta nova coleção? Algum queridinho em vista?

Qual sua cor favorita da coleção GiO Antonelli Sensações?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...
Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi enviado por uma marca ou assessoria de imprensa, mas a publicação deste texto não é remunerada. O Lipstick Corner se recusa a aceitar produtos de marcas ou assessorias que exijam a publicação de resenhas para preservar a opinião, negavita ou positiva, da autora.

Leia também:

Bookmark and Share
21
Apr
Aleatoriedades de Segunda #6
Voltei? Mais ou Menos…

Hoje é feriado e já faz um bom tempo que eu não apareço por aqui. Muita coisa aconteceu desde aquela última postagem e acreditem ou não, minha saúde ainda não está nos eixos, mas ainda assim, sinto falta do blog, deste espaço, da nossa conversa sobre coisas de mulherzinha. Para quem não está entendendo nada, vou tentar resumir: apareceu uma dor nas minhas costas muito forte lá em janeiro. A princípio foi tratada como um simples abaulamento de discos (isso significa, que o espaço entre uma vértebra e outra da coluna diminuiu e no meu caso, eram duas vértebras). Mas depois de muita medicação e sem conseguir andar ou sentar, acabei afastada do trabalho – e ainda estou. Como desgraça pouca é bobagem, no meio de março fui internada com dengue hemorrágica, além da dor nas costas que anda me consumindo.

Resumo da ópera: depois de 187 exames (de exame de sangue, a líquor, eletroneuromiografia, ecodopplercardigrama, ressonâncias e tomografias, além de outros) descobriram que o problema na coluna era algo além do abaulamento e cá estou, em tratamento com um fisiatra, tomando medicações fortes e tentando, em passo de formiga, retomar atividades que não exijam muito da minha postura. Sendo assim, vou tentar voltar a postar, mas com certeza, pelo menos por hora, não será uma coisa diária.

 

Para Aliviar a Mente

Eu assisto muitos seriados e agora, mais do que nunca, é o que tem me distraído (fico a maior parte do tempo deitada). Não sei se vocês conhecem todos, mas com exceção de Game of Thrones que me revira o estômago, mas eu não consigo parar de assistir, achei uma boa compartilhar estas series que são bem leves e dá para se divertir.

The Mindy Project conta a história da protagonista Mindy Lahiri (Mindy Kaling), uma ginecologista que trabalha em uma clinica com outros ginecologistas homens, mas que tem como uma de suas principais preocupações, encontrar o príncipe encantado. Entre indas e vindas, gafes e muitas situações bizarras, a série não tem uma enredo super diferente, ou nenhum atrativo ou grande nome no elenco, mas é cativante e bem divertida. São 20 minutos das mais inusitadas situações e apuros amorosos.

Claro que não é minha série favorita de todos os tempos, mas para quem está procurando algo só para se divertir um pouco, vale a pena procurar.

Hart of Dixie é uma série bem bobinha e menininha, com Rachel Bilson, famosa por sua atuação em The O.C. (que não, eu não vi). É mais uma daquelas séries com muito romance e várias pitadas de comédia. Rachel interpreta Zoe Hart, uma médica que se muda de Nova Iorque para o interior do Alabama, em uma pequena cidade chama Bluebell onde todos conhecem todos e mais um pouco. Tentando se ajustar a nova realidade e dividindo um consultório com um amigo de seu falecido pai, Zoe acaba movimentando (e muito) a vida da pacata cidade.

A série já está em sua terceira temporada e é um bom passatempo para quem não está procurando dramas ou histórias densas (eu gosto de assistir depois de Law & Order: SVU, que geralmente não traz histórias lá muito felizes, então dá uma bela aliviada).

 

Para Curtir

Por fim, é feriado e não sei vocês, mas eu estou no clima de não fazer nada, hahahaha! Então montei uma listinha com músicas que gosto de ouvir em dias como este. Só para curtir mesmo.
 

Leia também:

Bookmark and Share
11
Feb
Aleatoriedades de Segunda #5

…Só que não é segunda, hahaha! O blog está parado há algum tempo e eu venho adiando este post na esperança de que de repente, eu acorde e tudo esteja bem e nos eixos, mas eis que não está. Há quase um mês eu tive uma dor na coluna muito forte. Procurei um médico que diagnosticou aquilo como uma dor muscular passageira. Alguns anti-inflamatórios e um relaxante muscular e logo eu estaria sem dor. Levaram mais três visitas ao pronto-socorro, o fato de eu não conseguir andar, um raio x e uma tomografia para descobrir que o problema não eram apenas os músculos, mas também a coluna em si: abaulamento de discos.

Nome feio e muito, muito dolorido! Isso significa que o espaço entre algumas das minhas vértebras na região lombar, diminuiu um pouco e agora estou passando por uma crise de dor. Segundo a última ortopedista que eu visitei, não é nenhuma lesão séria, mas é chata e demora em torno de um mês e meio para que eu pare de sentir dores – só para vocês terem noção, neste último sábado, fui de novo para o pronto-socorro e só um derivado de morfina conseguiu aliviar a minha dor.

Neste exato momento, estou fazendo treinamento intensivo para quando chegar na melhor idade: a bengala virou minha melhor amiga. Estou usando colete lombar, tomando um verdadeiro coquetel de medicamentos que me deixa quase dopada o dia inteiro, afastada do trabalho, fazendo acunpuntura e um tico de fisioterapia para me ajudar com a dor. Em poucas palavras, tem sido um verdadeiro inferninho na terra, mas acredito que em breve, muito em breve as coisas voltam a ser o que eram.

Por enquanto, nada de fotos e muito menos ficar longas horas sentada na frente do computador. Aliás, que fique de alerta para vocês também: todo aquele blá blá blá que nós sempre ouvimos sobre a coluna e que geralmente não damos a mínima, tem um porque de ser.

Vejo vocês em breve!

Leia também:

Bookmark and Share
13
Jan
Aleatoriedades de Segunda #4
O Perfeito Imperfeito

O Perfeito Imperfeito

Esta semana assisti a este video da Cinthya Rachel e me senti um tanto aliviada em perceber que não sou a única pensar que a perfeição é um objetivo tão inatingível quanto fazer chover chocolate do céu. O ser humano, por natureza, física, biológica, psicológica e o que quer mais que seja, é imperfeito. Não somos simétricos, não somos 100% índoles, passamos a vida em busca de um corpo esculpido que, por natureza, não nos pertence. Estamos o tempo inteiro julgando, tomando decisões, rotulando o bem e o mal, o perfeito e o imperfeito. A vida perfeita só existe na ficção. Em um comercial de margarina de trinta segundos.

Ainda assim, buscamos e buscamos aquilo que não podemos ter. Isso é muito mais palpável quando olhamos para o universo da beleza e seus primers que prometem sumir com poros, cremes milagrosos vão até contra a génetica do corpo feminino, afirmam que o bumbum fica lisinho em uma semana. E nós acreditamos porque nunca estamos satisfeitas com a imagem do espelho. Nunca seremos perfeitas do jeito que somos. Precisamos ter o corpo de fulana ou ciclana. Precisamos sair em todas as fotos flawless: sem rugas, sem poros, sem manchas, como uma verdadeira obra prima do Photoshop.

Eu como designer, sei bem das maravilhas que uma ferramenta de edição de imagem pode fazer. Os sonhos que pode vender. E ainda assim, eu mesma me vejo sendo ludibriada muitas e muitas vezes. Esta semana me peguei pensando o quanto eu seria mais feliz se apenas aceitasse que a perfeição não existe. Algumas coisas nós podemos melhorar: mudar a vida, correr atrás de um sonho, um emprego novo, novos contatos, uma nova rotina, um corpo que nós deixe mais feliz. Mas a perfeição… Esta deve-se reservar para as 2h que você passa numa sala de cinema. Ou para o livro que te mantém entretido. A vida é imperfeita em sua essência e desconfio que talvez seja isso que a faça tão interessante e preciosa.

The Pursuit of Happyness

E já que a história é sobre imperfeição e felicidade, este fim de semana revi um dos meus filmes favoritos: “A Procura da Felicidade”. A história é baseada em fatos reais e muito, mas muito inspiradora! Will Smith interpreta Chris Gardner, um vendedor de equipamentos médicos com um filho e uma esposa. As vendas vão de mal a pior e logo Chris encontra-se sem um teto para morar, sem a esposa e com um filho de cinco anos para criar. Ele resolve mudar de emprego e aposta todas as suas fichas em um programa de estágio não remunerado em uma corretora de ações. Imaginem como deve ser fácil criar um filho sem ter uma casa e sem ter a certeza de poder alimentá-lo e dar a ele a assistência necessária. E quantas pessoas não passam por isso…

Mas a história gira em torno da determinação e da coragem do personagem de enfrentar seus desafios e ir de encontro com seus sonhos e desejos. Apesar de não ser um filme novo, quem não viu é uma boa dica! Assisti a ele duas vezes e é impossível não se emocionar. E pra quem acha que Will Smith só consegue fazer MIB, fique feliz em saber que “A Procura da Felicidade” o rendeu uma indicação ao Oscar e outra ao Globo de Ouro, ambos na categoria de melhor ator.

Anote na agenda para assistir no fim de semana!

Double Rainbow

Double Rainbow

E para terminar, uma imagem que ficou impressa na minha mente: um arco-íris duplo em São Paulo! É tão difícil conseguir ver um por aqui, que dirá dois! Fiquei tão, mas tão feliz e confesso, até me emocionei.

Leia também:

Bookmark and Share
10
Jan
Esmalte da Semana: Gold, James Gold

Esmalte da Semana: Gold, James Gold

Já fazia algum tempo que eu não mostrava nenhum esmalte novo por aqui, não é? E para ser bem honesta, o esmalte de hoje não é exatamente o esmalte da semana, mas gostei tanto, mas tanto da cor que achei que valeria a pena compartilhar. Eu sempre uso dourado e branco no ano novo e não há nenhuma superstição por trás disso, eu apenas uso porque gosto. E eis que este ano, eu queria um esmalte dourado diferente para as minhas unhas. Na virada de 2013, eu usei o Ocean Drive Gold da linha Make B. de O Boticário junto com o Paris, da coleção Glitters World da Hits. E este esmalte de O Boticário, é um dos meus dourados favoritos!

Mas sabem como é uma mulher apaixonada por cosméticos em uma farmácia em plena véspera de ano novo, certo? Estava indo ao caixa quando me deparo com o Gold, James Gold da coleção Precious Metals da Risqué. Segundo a marca, as três cores desta linha, possuem pó de prata em sua formulação. Se isso é verdade ou não, não sei dizer. O que posso afirmar é que o esmalte é deslumbrante!

Esmalte da Semana: Gold, James Gold

Muitas pessoas me perguntaram qual era o esmalte que eu estava usando, porque ele é muito lindo! É dourado sim, mas é um dourado delicado, chic e discreto. Tem um brilho incrível e o acabamento é simplesmente perfeito! Pintei as unhas na véspera, mas no dia seguinte, refiz a manicure com calma e fiquei com a cor até esta segunda-feira, quando precisei tirar o esmalte para um trabalho. Se não fosse isso, eu provavelmente estaria com ele até agora.

Usei três mãos (sendo a última bem rala, só para dar acabamento) e ele ficou perfeito! Esmaltes deste tipo, geralmente tem boa duração, mas eu não abro mais mão da minha duplinha da Revlon: a base e o top coat da linha ColorStay da Revlon deixam qualquer cor super resistente e os esmaltes duram mais de uma semana!

E vocês? Gostam de dourado? Usariam uma cor assim?
Bom fim de semana!

 

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.

Leia também:

Bookmark and Share