Categoria: maquiagem

Testei: Le Lis Blanc Beauté Base Velouté Matt

Testei: Le Lis Blanc Beauté Base Velouté Matt

Vocês já sabem que meus produtos de maquiagem favoritos são para o rosto. Apesar de já ter as minhas bases queridinhas que são a SkinIllusion da Clarins, a ColorStay Combination/Oily Skin da Revlon e a Dioskin Nude da Dior, estou sempre procurando e testando novas bases. Sou uma dessas pessoas que acredita que uma maquiagem bem feita precisa de uma pele bem cuidada e hidratada e de bons, ótimos produtos para a pele como primer, base, corretivo e pó. Não à toa, a base em inglês é chamada de foundation, em tradução literal, “fundação”, o começo e o que sustenta uma maquiagem bem feita (afinal, de que adianta um super smokey eye se a sua pele estiver “escorrendo” de oleosidade).

Sendo assim, minhas compras de maquiagem quase sempre envolvem uma base nova. Foi assim que acabei me aventurando no mundo da Le Lis Blanc Beauté, a marca de beleza da grife brasileira Le Lis Blanc (para quem não sabe, na época do lançamento, teve até anúncio com ninguém menos do que Penélope Cruz). Entre alguns itens que comprei, não resisti a base de acabamento mate, que sabe-se lá porque, chamou muito a minha atenção.

Testei: Le Lis Blanc Beauté Base Velouté Matt

A base Velouté Matt é leve, confortável e proporciona acabamento mate e aveludado à pele. Sua cobertura de efeito natural, suaviza as imperfeições da pele de maneira uniforme. Além disto, a base é enriquecida com Óleo de Semente de Uva e Vitamina E, um poderoso anti-oxidante.

Por incrível que pareça, esta não é uma base líquida. Sim ela vem em uma bisnaga como muitas bases da categoria mas a textura é surpreendente: é uma base mousse. Não mousse como a Dream Matte Mousse da Maybelline, mas mousse de verdade! A base desliza facilmente na pele de maneira uniforme, sem manchar. Aliás, este é um dos pontos altos da Velouté Matt: como a cobertura é uniforme e não há a necessidade de ficar muito tempo trabalhando o produto na pele, o acabamento é muito, mas muito natural! Um pouco disso deve-se ao fato que, apensar desta base possuir acabamento mate, a pele não fica completamente opaca, ela fica com aquele famoso glow natural, o viço de uma pele bonita e saudável – preciso confessar que esta foi uma das coisas que mais me conquistou!

Um detalhe que faz toda a diferença e que me chateou muito são as cores. Antes de qualquer coisa, a Le Lis Blanc Beauté não é muito conhecida ainda, talvez pelo fato de ser uma linha de beleza relativamente nova e parte de uma grife que tem fama de ter preços bem altos. Seja qual for o motivo, quando você tenta buscar imagens de referência de qualquer produto de maquiagem da marca em algum site de busca, o resultado é sempre frustrante. Eu mesma só encontrava fotos de uma base bronzeadora que em uma época estava sendo enviada com a Glambox mas que, para a minha surpresa, foi até descontinuada. Da Velouté Matt por exemplo, comprei completamente no escuro. São apenas quatro (eu disse Q-U-A-T-R-O) cores de base disponíveis (não, não é piada) e, como vocês devem imaginar são elas: muito clara (fair), clara (light), média (medium) e escura (dark). A que eu escolhi acabou sendo a light e por muita, mas muita sorte mesmo, era exatamente a minha cor. Mas, se vocês não perceberam, fico indignada quando uma marca de maquiagem oferece tão poucas opções de cores para os produtos de pele, especialmente em um país tão miscigenado como o Brasil, que tem um catálogo Pantone inteiro de cores de pele diferentes. Pisou feio na bola, Le Lis!

Testei: Le Lis Blanc Beauté Base Velouté Matt

Chateações à parte, a Velouté Matt é uma base muito, mas muito boa! A pele fica absurdamente linda! Resultado digno de maquiagem importada, que por sinal, é o que ela é: toda linha é fabricada na Itália. Eu gosto de aplicar com o famoso F80 da Sigma, aquele pincel kabuki de cerdas sintéticas e superfície reta. Vou dando leves batidinhas na pele (fiz um vídeo aqui mostrando como eu aplico a base) até obter o resultado desejado. Como ela cobre bem, passo corretivo apenas em áreas como olheiras, manchas mais escurinhas e onde tenho rosácea, que é bem no cantinho do nariz. De resto, ela dá conta do recado tranquilamente! Arrisco a dizer que o resultado é até semelhante a o de uma das minhas bases preferidas, que é a Skin Illusion da Clarins. Esta última ainda é superior, mas para quem não quer se aventurar gastando tanto, esta versão é um pouquinho mais em conta.

Vale mencionar que, diferente da Dream Matte Mouse, esta da Le Lis não transfere com tanta facilidade. Por outro lado, o efeito mate não dura o dia inteiro. Talvez isso deva-se ao fato de que, pasmem, a base não é oil free. Até hoje eu não me lembro de ter visto uma base matificante que tivesse óleo em sua composição. Isto porque presume-se que quem busca este tipo de acabamento é quem tem a pele oleosa e que, definitivamente, não precisa de mais óleo. Este no caso é o óleo de semente de uva que segundo a marca, hidrata e nutre a pele. Mas eu honestamente preferia não ter este óleo e conseguir um efeito mais duradouro: depois de umas 3 ou 4 horas, meu nariz, testa e queixo já estão levemente brilhantes e, ao final do dia, percebo que a pele está pouca coisa menos oleosa do que o habitual. Ou seja: ela tem acabamento incrível e impecável, mas precisa de retoques de pó ou daqueles lencinhos que absorvem a oleosidade.

Testei: Le Lis Blanc Beauté Base Velouté Matt

Infelizmente, apesar de ser mais em conta do que um produto Clarins, a Velouté Matt ainda é bem cara: com 16,5g ela custa R$120,90 na Beleza na Web que foi onde eu comprei a minha – só para comparação, a Skin Illusion está na casa dos R$200. Eu diria que quem tem pele mista e normal, fará uma compra e tanto! Agora, quem tem pele oleosa, se possível, vale a pena ir em uma das lojas da grife para conhecer melhor o produto. Eu não me arrependo de ter comprado. Uso muito e consigo controlar o problema da oleosidade com o Blot Powder da M·A·C e com os lencinhos anti-oleosidade. Aliás, eu gostei tanto dela, que quero experimentar a versão líquida, a Luminous Fluid Foundation.

 

Detalhes da nota:

Embalagem

5/5

Textura

5/5

Cobertura

5/5

Durabilidade

3/5

Preço

3/5

Avaliação Final: 4,2 estrelinhas

INGREDIENTES BASE VELOUTÉ MATT
DIMETHICONE, ISODODECANE, SILICA, ETHYL METHICONE, HDI/TRIMETHYLOL HEXYLLACTONE COROSSPOLYMER, SILICA, DIMETHYL SILYLATE, VINYL DIMETHICONE/METHICONE SILSEQUIOXANE CROSSPOLYMER, CETYL PEG/PPG-10/1 DIMETHICONE, HEXYL LAURATE, POLYGLYCERYL-4 ISOSTEARATE, DISTEARDIMONIUM HECTORITE, DIMETHICONE CROSSPOLYMER, PROPYLENE CARBONATE, METHICONE, TOCOPHERYL ACETATE, VITS VINIFERA SEED OIL, AQUA, GLYCERIN, TALC, STEARETH-20, CHLORHEXIDINE DIGLUCONATE, N-HYDRIXYSUCCINIMIDE, POTASSIUM SORBATE, CHRYSIN, PALMITOYL, OLIGOPEPTIDE-7. PODE CONTER: CI 77491, CI 77492, CI 77499, CI 77891 E CI 77019 (MICA).


Onde?
Le Lis Blanc Beauté
www.lelis.com.br
0300 770 5505

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.

Testei: Clinique High Impact Mascara

Testei: Clinique High Impact Mascara

Os anos vão passando e, apesar de ter encontrado meu grande amor em forma de máscara para cílios, ainda teimo em encontrar algo que supere a minha querida Hypnôse da Lancôme. Eu sou fã de cílios bem volumosos, mais do que longos e honestamente, não ligo muito para curvatura, uma vez que o curvador de cílios é item obrigatório na minha maquiagem para os olhos. E nesta empreitada que me parece bem impossível, já testei vários produtos, incluindo a famosa The Colossal Volum’ Express da Maybelline, que apesar de gostar muito, ainda não chega aos pés da “prima rica francesa”.

E eis que entre uma maquiagem e outra, comecei a ficar interessada pelos produtos da Clinique. Já uso há muitos anos o Sistema 3 Passos da marca para peles oleosas, que é a melhor combinação para a minha pele! Também sou fã do All About Eyes e do Even Better Dark Circle Corrector, dois cremes para a área dos olhos, sendo que o primeiro é hidratante e atenua levemente a aparência de bolsas e olheiras e o segundo, é um creme clareador para olheiras escuras que, apesar de não acabar com o problema, ajuda no aspecto geral desta região. Dos produtos para pele para a maquiagem Clinique, é um passo! Ainda mais se você tiver a chance de experimentá-las antes de comprar. E foi justamente isso que fiz com uma das máscaras de cílios mais famosas da marca, a High Impact Mascara.

Testei: Clinique High Impact Mascara

Drama instantâneo. Aumenta o volume e o comprimento de cada um dos cílios para um look mais luxuoso, volumoso e sedutor. A cor profunda aumenta o impacto. Use uma vez e você se sentirá nua sem ele.

Com uma descrição sucinta e sedutora como esta, não tem como ao menos ficar curiosa com a High Impact Mascara. Para a minha sorte, em uma das vezes em que fiz compra pela loja online da Clinique, a tal máscara de cílios veio de presente em versão miniatura. Lá estava a oportunidade perfeita para finalmente entrar no mundo de maquiagem da marca! Apesar de mini, acreditem, deu para perceber muito bem como ela é.

Antes de falar do efeito em si, vale pontuar algumas coisas. A grande maioria das máscaras de cílios tem sua melhor performance algum tempo depois de aberta, isto graças (acreditem se quiser) a entrada de ar no tubo. Sim, o mesmo ar que faz com que o produto resseque é o responsável por deixar a fórmula da máscara mais encorpada e desta forma, especialmente para quem gosta de cílios volumosos, o resultado final da aplicação acaba sendo mais satisfatório do que o de um produto novo, em que a fórmula ainda esta mais “rala”. Estou dizendo isto justamente para falar que, diferente da grande maioria das máscaras, a High Impact já vem com a textura certa: nem muito rala, nem muito espessa. Isso significa que, em teoria, ela deveria ser tão, ou mais perfeita do que a Hypnôse em matéria de volume. Mas, com eu disse, isto ficou mesmo só na teoria.

Preciso confessar que fiquei um tanto quanto decepcionada com o resultado final da aplicação. Onde está o “drama instantâneo”? Esta foi a grande pergunta que me veio a mente. Apesar da textura ser ideal, me parece que o aplicador não acompanha a mesma linha. Ele é bem grande, mas não deposita tanto produto assim nos cílios, que deixa o drama de novela mexicana mais parecido com uma comédia romântica com Reese Witherspoon. Para quem gosta de cílios com aspecto mais natural, talvez seja uma boa escolha. Digo talvez porque, apesar de não entregar tanto volume, ela é bem preta! Não chega a ser “a mais preta de todas”, porque este posto, pelo menos entre os produtos que já testei, continua pertencendo à Zoom Fast Black Lash da M·A·C, mas ela é bem preta! Acho que na verdade, pode ser um produto ideal para – PASMEM – quem gosta de fios mais longos, mesmo este não sendo um dos benefícios oferecidos oficialmente pela Clinique. Acredito que também vale pontuar que, apesar desta versão não ser à prova d’água, ela é bem resistente ao calor e não borra com o suor do rosto (mas se você chorar em um casamento ou assistindo à um filme, com certeza ela não resistirá).

Testei: Clinique High Impact Mascara

Resumindo a resenha: ainda bem que eu não comprei a High Impact Mascara! Teria ficado muito, mas muito frustrada de ter gasto doídos R$79 em um produto que promete volume incrível, mas entrega cílios longos. Vejam bem, ela não é ruim, mas para a promessa que faz, deixou muito a desejar! Para quem estiver disposta a desembolsar tanto dinheiro, é uma opção para o dia a dia. Do contrário, ainda fico com a querida Hypnôse. E ah! Fica a dica: se você tem curiosidade de experimentar algum produto da Clinique, vale a pena ficar de olho no site, pois sempre tem promoções com as miniaturas da marca, o que é uma ótima maneira de conhecer os produtos. No meu caso por exemplo, foi muito bom! Economizar R$80 em tempos de ameaça de alta inflação, é uma vitória e tanto!

 

Detalhes da nota:

Embalagem

3/5

Textura

5/5

Pigmentação

4/5

Durabilidade

3/5

Preço

2/5

Avaliação Final: 3,4 estrelinhas

INGREDIENTES CLINIQUE HIGH IMPACT MASCARA
WATER\AQUA, COPERNICA CERIFERA (CARNAUBA) WAX, STEARIC ACID, GLYCERYL STEARATE, POLYISOBUTENE, SILICA, ACRYLATES COPOLYMER, AMINOMETHYL PROPANEDIOL, VP/EICOSENE COPOLYMER, SODIUM HYALURONATE, LAUROYL LYSINE, PANTETHINE, MELANIN, PANTHENOL, HYDROLYZED WHEAT PROTEIN, ETHYLHEXYLGLYCERIN, HYDROXYETHYLCELLULOSE, CALCIUM ALUMINUM BOROSILICATE, PVP, ACACIA SENEGAL GUM, ISOSTEARIC ACID, SIMETHICONE, DIMETHICONE PEG-8 POLYACRYLATE, UREA, GLYCERIN, PENTAERYTHRITYL TETRA-DI-BUTYL HYDROXYHYDROCINNAMATE, SODIUM LAURYL SULFATE, PEG-8 DIMETHICONE, DISODIUM EDTA, CHLORPHENESIN, SODIUM DEHYDROACETATE, PHENOXYETHANOL [+/- IRON OXIDES (CI 77491, CI 77492, CI 77499), YELLOW 5 LAKE (CI 19140), CHROMIUM OXIDE GREENS (CI 77288), MICA, TITANUM DIOXIDE (CI 77891), FERRIC FERROCYANIDE (CI 77510), CHROMIUM HYDROXIDE GREEN (CI 77289), CARMINE (CI 75470), BISMUTH OXYCHLORIDE (CI 77163), ALUMINUM POWDER (CI 77000), BRONZE POWDER (CI 77400), BLUE 1 LAKE (CI 42090), ULTRAMARINES (CI 77007)] [ILN36293]


Onde?
Clinique
www.clinique.com.br
0800 892 1694

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.

Natura Aquarela | Paleta de Sombras Nude

Natura Aquarela | Paleta de Sombras Nude

Sei que estou muito atrasada para falar desta paleta que, acabo de saber, foi descontinuada por ter sido uma edição especial de Natal. Mas quando o produto vale a pena, acredito que, mesmo sendo o a última a postar, vale o registro, afinal de contas, não é todo dia que aparece uma BOA “reprodução” da NAKED da Urban Decay, mesmo que seja em uma versão mais enxuta.

Esta paleta de sombras da linha Aquarela conta com 8 cores neutras, em tons de marrom e não apenas nisso, ela se parece com a prima rica da UD: destas 8 cores, apenas UMA é opaca, as demais, todas tem acabamento cintilante. Lembro que quando comprei meu exemplar da NAKED esta foi uma das minhas maiores críticas, afinal, como uma paleta com um nome destes, que remete tanto as cores da pele, pode trazer apenas uma cor sem brilho? Nada contra o acabamento cintilante, mas para o dia a dia, eu sou daquelas que prefere muito mais o acabamento matte, sóbrio e sem nenhum sinal de purpurina por perto. Mesmo assim, por serem tons neutros, a paleta da Natura mostra-se muito versátil e usável.

Algumas pessoas podem sentir a falta de uma sombra preta. Honestamente, eu não faço muita questão. Sombra preta é uma coisa que todo mundo quer, é uma das primeiras sombras que compramos e portanto, a maioria de nós já tem, se não um, muitas delas guardadas na gaveta. E sejamos sinceras: quantas vezes por ano você faz aquele mega smokey eye super mega hiper blaster preto? Se eu fizer uma vez por ano, é muito! Sendo assim, não acredito que isso seja, de modo algum uma falha do produto.

Natura Aquarela | Paleta de Sombras Nude Natura Aquarela | Paleta de Sombras Nude

Uma coisa no entanto me incomodou, bastante: além da cor café ser a única opaca, é também a mais dura e a com menor pigmentação. Os swatches acima foram feitos com os dedos, sem o auxílio de primer e é possível ver como esta cor não está uniforme como as demais. Todos os tons cintilantes são bem macios, fáceis de passar, esfumar e bem pigmentados, mas esta última cor… Me decepcionou um bocado, justamente por ser a única sem brilho.

Fora isso, apesar das sombras serem boas, não tem como esperar a qualidade da Urban Decay, ou até mesmo que as cores sejam gêmeas. Eu acredito que esta paleta seja bem vinda para quem não quer ou não pode investir na NAKED e daria-se por satisfeita tendo uma paletinha dessas (agora, se você vai comprar esta e ainda ficar sonhando com a da UD, melhor juntar o dinheiro e comprá-la logo de uma vez, do que comprar duas vezes). Também vale para quem está começando sua coleção de maquiagem e como uma opção de presente para as amigas que amam se maquiar, porque com essas cores, é difícil errar.

Por fim, eu realmente não sei se este produto ainda está ou não no catálogo da Natura, mas na época em que saiu, o preço era de R$58,60. Eu acho muito justo por 8 cores de sombra, em um estojinho bem fofo (apesar de ser um pouco frágil por ser de um plástico não tão robusto) e que acompanha um bom espelho e ainda um pincel duplo para esfumar e aplicar. Se não estiver mais à venda, espero que a Natura reconsidere, porque sei que tem muita gente por aí que gostaria muito de ter uma paleta como estas em casa ou para carregar no necéssaire.


Onde?
Natura
www.redenatura.com.br
0800 777 2467

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi enviado por uma marca ou assessoria de imprensa, mas a publicação deste texto não é remunerada. O Lipstick Corner se recusa a aceitar produtos de marcas ou assessorias que exijam a publicação de resenhas para preservar a opinião, negavita ou positiva, da autora.

Testei: Shiseido Protective Foundation Stick SPF36

Shiseido Protective Foundation Stick SPF36 Proteção solar sempre foi uma das minhas maiores preocupações. Se bem me lembro, comecei a usar com 14 ou 15 anos e desde então, raros são os dias em que eu fico sem – geralmente são domingos que estou em casa com preguiça da vida, hahaha! Mas minha rotina é bem corrida e se tem uma coisa que eu não abro mão é de aplicar meus cosméticos faciais pela manhã e depois fazer a maquiagem. Isso leva um certo tempo e agilizar este processo é cada vez mais fundamental para mim (afinal, 5 minutinhos a mais de sono, são muito preciosos)! Foi por isso que comecei a me interessar tanto por BB creams e também por protetores solares tintos (apesar de até então, nunca ter encontrado um realmente bom). Acabo dando preferência ao primeiro, porque além da maquiagem e proteção solar, também oferece outros benefícios como hidratação, clareamento, controle de oleosidade, entre outros.

Há algum tempo eu venho querendo um bom protetor com cor, já que minha última experiência com este tipo de produto foi muito cara e ruim. Então, quando recebi o release do lançamento da Shiseido aqui no Brasil, achei que seria uma boa hora para experimentar uma das linhas mais respeitadas da marca, a Suncare.

Shiseido Protective Foundation Stick SPF36

A Protective Foundation Stick SPF36 oferece proteção contra os raios UVA e UVB, previne contra rugas e manchas, além de cobrir imperfeições, como melasmas e acnes, oferecendo um acabamento duradouro e natural. O produto traz na sua fórmula a tecnologia Super Veil-UV 360, que distribui uniformemente a proteção solar, garantindo maior proteção UV; e o Profence Cell, que inibe o dano celular e a degeneração do DNA, prevenindo rugas e manchas. A base também conta como o Tone Correcting Powder, um pó que reflete a luz e uniformiza o tom da pele e o Texture Correcting Powder, que minimiza os poros e as linhas finas. Além disto, a Protective Foundation Stick FPS 36 é resistente à água, transpiração e oleosidade.

Confesso que fiquei um pouco preocupada em adquirir este produto, pois, conforme a descrição, é uma base resistente à oleosidade e não auxilia no controle da mesma. Outra preocupação foi em relação à textura, já que este tipo de produto, geralmente apresenta textura oleosa e possui acabamento pesado e grosseiro. Ainda assim, mesmo sabendo que minha pele poderia virar um perfeito espelho de tanto óleo, resolvi arriscar pura e simplesmente por confiança na marca Shiseido – e se me permitem um conselho, não façam isso; especialmente se o produto em questão for caro, porque é mais fácil arrepender-se da compra do que o inverso. Acabei escolhendo a cor beige entre as quatro disponíveis.

Shiseido Protective Foundation Stick SPF36

Apesar de toda esta apreensão, veio uma boa surpresa! A Protective Foundation Stick é muito fácil de aplicar: basta passar o bastão diretamente no rosto e depois espalhar com as mãos (como eu faço) ou com o auxílio de um pincel. O acabamento e a cobertura são perfeitos! Natural, nem um pouco pesado, muito menos grosseiro. A cobertura é excelente e quase não preciso de corretivo, já que até as olheiras são suavizadas. A pele não fica pegajosa, pelo contrário, fica até levemente sequinha, com toque macio e aveludado, sem ficar matificada. Sem um pó por cima, percebo que a oleosidade começa a aparecer pelo meio do dia, mas usando um pó translúcido como o Blot da M·A·C ou o Pó Translúcido da Anna Pegova, ela só aparece discretamente na zona T, ao final do dia. E pasmem: mesmo com o calor que está fazendo, mesmo com o suor e a oleosidade, ela não sai, nem transfere. É muito, mas muito resistente mesmo! Fiquei realmente impressionada.

A embalagem é bem pequena e cabe na palma da mão. São apenas 9g de base, o que eu acredito ser o suficiente para uma boa temporada na praia por exemplo. Para ser usado diariamente, é um produto muito, mas muito caro. Cada vez que aplico, vejo o bastão diminuindo, diminuindo… Isso me deixa um pouco preocupada, pois o rendimento não é, nem de longe, o que eu esperava. Apesar disso, o tamanho é uma vantagem: para quem sempre reclama de retocar o protetor solar durante o dia e depois ter que refazer a maquiagem, ele é um protetor com cor, o que torna as coisas mais fáceis. E sejamos honestas: quantas bases por aí tem um fator de proteção tão alto quanto esta, com FPS36? Eu conheço muito poucas! E bem… o tamanho é uma das minhas poucas reclamações em relação a este produto da Shiseido.

Shiseido Protective Foundation Stick SPF36

A outra, como vocês já devem imaginar, é em relação ao preço. Quando eu disse que era muito caro, para uso diário, não sei se me expressei bem. Vamos tentar de novo: É ABSURDAMENTE MUITO, MAS MUITO CARO MESMO. São R$199 por 9g de protetor solar. Com este rendimento muito ruim, é de partir o coração gastar tanto dinheiro, em produto tão bom, para vê-lo durar um mês ou um mês e meio no máximo (é o que eu calculo para a minha base). Se não fosse isso, seria perfeito, porque era justamente este tipo de protetor solar que eu estava procurando. Talvez, quando acabar, eu experimente a versão compacta, afinal de contas, já sou fã há muitos anos da Shiseido Pureness Matifying Compact. Mas é só um talvez mesmo, porque meu bolso coração ainda está se recuperando do choque do preço.

 

Detalhes da nota:

Embalagem

5/5

Textura

5/5

Cobertura

5/5

Durabilidade

5/5

Preço

1/5

Avaliação Final: 4,2 estrelinhas

INGREDIENTES SHISEIDO FOUNDATION STICK SPF36
MINERAL OIL, PLYMETHYL METHACRYLATE, TITANUIM DIOXIDE (CI 77891), DIMETHICONE, KAOLIN, TITANIUM DIOXIDE, TRIETHYLHEXANOIN, POLYETHYLANE, ETHYLLHEXYL METHOXYNNAMATE, IRON OXIDES (CI 77492), SORBITAN SESQUIISOSTEARATE, MICROCRYSTALLINE WAX, COPERNICA CERIFERA (CARNAUBA WAX), IRON OXIDES (CI 77491), METHICONE, SILICA, WATER, FRANGRANCE, ALUMNIA, PEG/PPG-14/7 DIMETHYL ETHER, IRON OXIDES (CI 77499), ALCOHOL, MICA, SODIUM MAGNESIUM SILICATE, HYDRATED SILICA, TRIETHOXYCAPRYLYLSILANE, ALUMINUM HYDROXIDE, ALUMINUM DISTEARATE, BUTYLENE GLYCOL, GLYCERIN, TOCOPHEROL, SAXIFRAGA SARMENTOSA EXTRACT, HYDROGEN DIMETHICONE, DISTEARYLDIMONIUM CHLORIDE, BHT, SYZYGIUM JAMBOS LEAF EXTRACT, TIN OXIDE, SODIUM HYALURONATE, SOPHORA ANGUSTIFOLIA ROOT EXTRACT, FRAGRANCE (PARFUM) CONTÉM: BENZYL BENZOATE, BUTYLPHENYL METHYLPROPIONAL, EUGENOL, GERANIOL, HEXYL CINNAMAL, LEMINENE, LINALOOL.


Onde?
Perfumarias e Lojas Online
www.shiseido.com.br
0800 14 8023

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi adquirido pela autora.