Categoria: esmalte

Esmalte da Semana: Morango

Esmalte da Semana: Morango

Lembram que eu falei aqui sobre a minha recente visita à perfumaria OMY? Pois bem, lá encontrei uma marca de esmaltes que até então, deve ter passado desapercebida por mim: a Anita. Achei algumas cores bem interessantes e acabei trazendo duas cores para experimentar. Só depois fui descobrir que anda rolando um “burburinho” pelos blogs à fora de que a duração dos esmaltes desta marca é muito boa. Confesso que ainda assim, não fico animada quando alguém diz que esmalte de marca X ou Y durou 4 dias sem lascar, porque comigo isso quase nunca acontece. A única exceção é aquela linha que eu já cansei de comentar aqui, a ColorStay da Revlon, que simplesmente gruda na unha.

Mesmo não estando tão empolgada com o fato do esmalte durar ou não, acabei ficando bem feliz com a compra e até um pouco arrependida de não ter perdido um pouco mais de tempo olhando as prateleiras: em uma busca bem rápida pelo Google, acabei me interessando por outras cores da marca!

Esmalte da Semana: Morango

Mas falando sobre o Morango, ele compõe a “coleção” Frutas Vermelhas que conta com quatro esmaltes vermelhos: Morango, Framboesa, Melancia e Cereja. O que eu escolhi é um tom de vermelho que gosto muito: nem muito aberto, nem muito fechado. Uma cor que combina com todos os tons de pele e é super versátil, porque vai bem em muitas ocasiões. No entanto, o que realmente me chamou a atenção e é o grande diferencial deste esmalte é o acabamento. Ele tem brilhos dourados e vermelhos bem pequenos, que deixam a cor reluzente e linda! Não sei porque mas simplesmente amo estes esmaltes com brilho, muito mais do que os cremosos ou mate. Em outras palavras, o Morango entrou para a minha lista de esmaltes vermelhos favoritos.

Para quem está curiosa em relação à duração, é como eu disse antes: comigo isso não funciona. Se ele ficou dois dias sem lascar foi muito! Infelizmente a maioria dos esmaltes nacionais (mesmo quando uso com base e top coat da Dior, Essie ou Mavala) não resiste muito comigo. Neste quesito os importados tem um resultado melhor. Mas fora isto, gostei muito da marca Anita! A textura do produto é muito boa, sendo que o acabamento ficou perfeito com duas mãos de esmalte e o pincel, que é uma coisa que eu presto muita atenção, é daqueles mais gordinhos, que cobrem melhor a unha – não chega a ser como o da Dior ou Guerlain, que tem a ponta até na curvatura ideal para não manchar a cutícula, mas é bem bom! A única coisa ruim é que esta cor não é 3Free, mas sei que a marca oferece algumas opções de esmaltes deste tipo.

Por enquanto, só vi esta marca na perfumaria OMY mesmo – tem uma na Av. Brigadeiro Luiz Antônio, próximo da Av. Paulista e duas na Rua Augusta, em São Paulo – e online na Bela Glamour e o preço em ambas é muito parecido, na casa dos R$5.

Vocês conhecem outros pontos de venda? Já conheciam a marca?

Hits Speciallità | Coleção Marina Ruy Barbosa

Hits Speciallità | Coleção Marina Ruy Barbosa

Virou moda as celebridades terem suas próprias coleções de esmalte. O “boom” com certeza começou com Giovanna Antonelli, mas vale lembrar que Ana Hickmann por exemplo, já tem há algum tempo sua marca homônima que, além de esmaltes, conta com fragrâncias, bolsas e óculos. Mas que a mania pegou de vez agora, isso não podemos negar! Tanto que chegou a vez da ruiva mais comentada de todos os tempos fazer seu debut no mundo dos cosméticos com o lançamento da coleção Marina Ruy Barbosa para a Hits Speciallità.

Com cores joviais e autênticas, do cremoso ao perolado, a linha traz doze tonalidades impactantes, e com nomes que acompanham os diferentes estilos de roupa, tais como: Moderno, Punk, Sexy, Fashion, Hippie, onde todos os produtos possuem durabilidade impecável. “Sempre amei esmaltes! E lançar a minha coleção com minhas cores prediletas é incrível! Os nomes mostram que toda mulher tem um pouquinho de cada estilo, enfatiza Marina Ruy Barbosa.

Hits Speciallità | Coleção Marina Ruy Barbosa

Quando recebi a coleção da marca, confesso que fiquei um pouco surpresa com a escolha de cores. Especialmente porque depois de uma explosão de esmaltes ultra coloridos, as mulheres parecem estar fazendo o caminho inverso e voltando aos clássicos nude e vermelho – aliás, isso até é matéria da revista Marie Claire deste mês. A coleção da atriz traz estas opções nas cores Chic e Sexy, mas em geral ela é bem, mas bem colorida! Com direito a um primo bem próximo do badalado Frio na Barriga que ficou famoso nas mãos de Gio Antonelli enquanto atuava na novela Em Família como Clara.

Apesar de cores bem variadas, ainda tenho minhas dúvidas em saber se gostei desta coleção ou não. O Fashion na minha opinião é a cor mais “fraca”: um laranja meio cobre com acabamento perolado. São poucas as pessoas adeptas deste tipo de esmalte porque nem sempre ele combina bem com o tom de pele ou com o ambiente de trabalho, fazendo desta uma cor difícil de ser usada. O Vintage vai pelo mesmo caminho: eu pelo menos só gosto de esmaltes verdes bem escuros porque são mais discretos. E acreditem se quiser, ainda não superei a overdose de verdes lá da época do Jade da Chanel (lembram dele? Até a Big Universo tentou imitá-lo, mas o esmalte tinha textura de “branquinho”).

Hits Speciallità | Coleção Marina Ruy Barbosa

Acredito que as cores que vou usar provavelmente serão o Chic, Sexy, Hippie e talvez o Punk. As demais realmente não me agradaram muito. Aproveitando… Gente! Tenho pavor de esmalte amarelo desde que gastei meio vidro do Cajá Manga da Impala, para o esmalte ficar simplesmente horrível! Ou seja, passarei muito, mas muito longe do Casual.

Para quem se interessou, os esmaltes da Hits Speciallità são 4Free (livres de Tolueno, Formoldeído, DBP e Cânfora) e o preço sugerido é de R$4,15 a unidade. A coleção pode ser encontrada em diversas perfumarias, farmácias e também através da loja online da marca.

O que acharam da coleção? Sim? Não? Eu estou em cima do muro.

Disclaimer | O produto mostrado nesta postagem foi enviado por uma marca ou assessoria de imprensa, mas a publicação deste texto não é remunerada. O Lipstick Corner se recusa a aceitar produtos de marcas ou assessorias que exijam a publicação de resenhas para preservar a opinião, negavita ou positiva, da autora.

Esmalte da Semana: Nahema

Esmalte da Semana: Nahema

Ando numa dificuldade só para escolher os esmaltes que quero usar, mas não por não saber a cor e sim por ter vontade de usar muitos! O problema é que ultimamente tenho tido vontade de usar mais esmaltes nudes e vermelhos, o que não faz muito sentido para uma pessoa que há pouco tempo atrás era completamente viciada em esmaltes azuis. Acredito que são fases mesmo, mas se por acaso vocês encontrarem por aqui fotos de esmalte pink, desconfiem, hahaha! Pode ser que eu não esteja mais no meu perfeito juízo. De qualquer forma, esta semana passei primeiro um nude acinzentado (que ainda vou mostrar por aqui) da Bourjois. Acordei no dia seguinte e decidi que a manicure não estava tão bem feita e a cor já não me agradava tanto. Tirei tudo, refiz tudo e acabei escolhendo uma das minhas “preciosidades” para esta semana: uma cor que é a cara do verão, o Nahema da Guerlain.

Esmalte da Semana: Nahema

Já contei aqui como foi que acabei com os esmaltes da marca em mãos e, até então, eu só havia usado uma das oito cores, mas foi o suficiente para me apaixonar! O Nahema não é diferente do Rouge d’Enfer em questão de qualidade: a textura é excelente, desliza com facilidade pelas unhas e a cobertura fica mais que perfeita com duas camadas. Ele não mancha as cutículas, é muito fácil de limpar e mesmo com o calor senegalês que tem feito em São Paulo, não formou bolinhas! Fiquei espantada pois o esmalte da Océane Femme e até mesmo o da Bourjois, ficaram cheio das tais bolinhas de ar por conta do calor. Além disso, a cor é um escândalo de linda! Não sou muito fã de esmaltes que puxam para o laranja, mas o Nahema é um coral maravilhoso! Acredito que ficaria ainda mais perfeito em mãos negras ou de quem está bem bronzeada, pois é uma cor que tende a valorizar muito a pele escura.

Como ele sozinho já chama um bocado de atenção, fui com uma esmaltação simples, sem filha única (fato meio inédito para mim). Mas usei como base o Protein Base Coat e o top coat foi o Good To Go ambos da Essie. Com esta “combinação de produtos”, o esmalte resistiu bem por quatro dias. Tem quem ache pouco, mas para quem está acostumada a ver a cor lascando já no dia seguinte, considerei isto como um ponto para lá de positivo! De qualquer forma, para quem procura longa duração, acho que vale a pena conhecer a linha ColorStay da Revlon. Já falei e repito: são os esmaltes que mais duraram nas minhas unhas até hoje!

O que acharam da cor?
Bom fim de semana!

Os Esmaltes da Guerlain

Os Esmaltes da Guerlain

Novembro é um dos meses mais esperados do ano para quem está há procura de boas compras, por conta do Black Friday. Mas a verdade seja dita: no Brasil, a data que veio importada dos EUA, não passa de uma grande palhaçada. Lojas inflam preços a fim de promoverem descontos inexistentes. Nos e-commerces de cosmético não é muito diferente. Eu estava querendo adquirir alguns produtos, mas acabei ficando com uma promoção inesperada da Sephora: esmaltes da Guerlain de R$90 por R$39!

Para quem não sabe, prazer, meu nome é Gabriela, tenho 26 anos e sou apaixonada por esmaltes. Eu costumava ter uma coleção com centenas deles, mas me desapeguei de mais da metade e hoje tenho apenas aqueles que realmente gosto. Assim sendo, na minha experiência, os esmaltes importados costumam ser superiores aos nacionais em muitos aspectos como apresentação, pincel aplicador, consistência, cobertura, brilho e durabilidade. Ainda assim, vale a pena desembolsar R$40 (ou que dirá R$90) em um vidrinho de 10ml? Sincera e honestamente? Não. Especialmente se você vai usá-lo apenas uma vez. No entanto, se você fizer como eu fiz durante muito tempo, talvez valha a pena reconsiderar. Vou abrir um parêntese aqui para contar uma história já bem datada, mas que me serviu de lição.

Os Esmaltes da Guerlain

Lembram do Particullière, um dos esmaltes mais badalados da Chanel? Pois bem, na época em que ele estava sendo comentado por aqui, eu fiquei absolutamente apaixonada pela cor. Mas um esmalte Chanel estava muito, mas muito longe de todas as minhas possibilidades. Foi então que, as marcas nacionais percebendo o vão no mercado, começaram a lançar uma atrás da outra, suas versões para o famoso francês. Advinhem quem saiu por aí como uma louca, comprando todos e quaisquer esmaltes que poderiam parecer com o tal Particullière? Pois é, moi. No final dar contas, devo ter ficado com bem mais de 20 vidros de esmaltes muito parecidos, mas nenhum deles era o Chanel que eu queria. Pior ainda: eu devo ter gasto muito mais de R$90 com um monte de esmaltes que no fim, acabei ou dando, ou jogando fora quando passaram da validade. Resumindo: se você quer muito, não adianta querer substituir por um, dois, três ou sabe-se lá quantos similiares. Na maioria das vezes o resultado é pura frustração e dinheiro jogado fora.

Bem, tendo dito isso, eu fiz um estrago maior do que pretendia. Inicialmente a ideia era ter comprado apenas 4 cores. Mas Guerlain e promoção, não são palavras que costumam andar de mãos dadas e eis que acabei com as 8 cores disponíveis no Brasil. Não vou mentir e dizer que depois não me deu um certo arrependimento – são esmaltes afinal, mas no fim, fiquei bem contente, porque são cores clássicas, que irei usar muito e com qualidade superior aos esmaltes que pude experimentar até agora.

Os Esmaltes da Guerlain

Por enquanto eu só usei o Rouge D’Enfer que é “o vermelho”. Nunca tive um esmalte vermelho tão bonito! Ele durou quase cinco dias na minha unha e o brilho é excepcional! Também foi muito fácil e até “gostoso” de aplicar, porque a textura é perfeita, ele desliza suavemente e o pincel pega, com apenas uma aplicação, quase a superfície inteira das unhas, ou seja: quase perfeito! O que estraga mesmo é o preço. Ainda assim, devo dizer que fiquei muito feliz com esta pequena coleção de “luxuosidades”. Mas não pretendo “enfiar o pé na jaca” deste jeito novamente. Pelo menos, não tão cedo (nunca diga, nunca).