Categoria: rosto

Testei: La Roche-Posay Effaclar Mat

La Roche-Posay Effaclar Mat
Se tem uma coisa que me interessa muito é o mercado de produtos para peles oleosas e acneicas. Como vocês sabem, eu tenho a pele muito oleosa, com cravos, poros dilatados e de vez em quando, aparecem espinhas aqui e ali. Já usei muitos produtos, mas nunca deixei, desde os 12 anos, de lavar, tonificar, hidratar e proteger a pele com protetor solar e nisso, já passei por diversas marcas e produtos, inclusive a própria La Roche-Posay. Usei durante algum tempo o sabonete Effaclar, o hidratante Effaclar M e até o protetor solar Anthelios. Eis que a marca lançou o Effaclar Mat recentemente e as promessas do produto me fizeram correr para a farmácia.

Os produtos para rosto da La Roche-Posay não são os meus favoritos (não sei por que, mas minha pele nunca se deu bem com a maioria; em compensação minha mãe por exemplo, adora), mas achei que talvez não custasse nada dar uma segunda chance.

La Roche-Posay Effaclar Mat

Effaclar Mat possui dupla ação: efeito matificante e redução de poros, podendo ser utilizado também como um primer para maquiagem. A grande inovação da fórmula está na descoberta do ativo Sebulyse® que possui ação mais potente do que a do Zinco, reduzindo o excesso de brilho e o tamanho dos poros. Sua textura oil-free, hipoalergênica e sem parabenos é enriquecida com água termal de La Roche-Posay, perlite e microesferas absorventes, garantindo um efeito anti-umidade, mate e aveludado. O resultado é uma pele mais uniforme, menos oleosa, com poros menos visíveis e menos brilho.

O que causou um grande burburinho em relação à este produto (e também ao Normaderm Total Mat da Vichy que eu estou testando ainda) é a possibilidade de o mesmo poder ser utilizado como um “primer” para maquiagem. Eu até tentei por algumas vezes usá-lo desta maneira, mas ao menos comigo, ele não funciona para ajudar na fixação da maquiagem ou mesmo criar uma superfície mais lisa na pele, auxiliando na aplicação da base. Aliás, para ser bem honesta, não notei nem uma grande diferença no tamanho dos poros, mas também não sei dizer se este é um benefício obtido a longo prazo ou se deveria ser um disfarce imediato como acontece com o MagiX da Avon ou com o Pore Refiner da Clinique.

De modo geral, achei que o Effaclar Mat é mais um bom hidratante para peles oleosas do que outra coisa. Ele deixa a pele bem sequinha e com o toque aveludado e macio. Senti que com o uso dele, ao invés do Clean-AC da Avène (que é o meu hidratante diurno) a pele fica livre de oleosidade excessiva por mais tempo, mais até do que em relação ao próprio Effaclar M. A textura é bem agradável, quase de um gel bem suave e deixa a pele com uma sensação levemente refrescante, como se eu estivesse acabado de lavar o rosto ou borrifar água termal. Uma sensação de hidratação mesmo. Gostei muito disto, pois apesar de ter a pele oleosa, ela resseca às vezes e precisa de um cuidado mais hidratante.

La Roche-Posay Effaclar Mat

A única coisa que me “incomodou” foi que como eu tenho a pele com tendência à acne, não posso usar apenas este produto, como eu costumava fazer com o Normaderm TriActiv. Antes dele eu sempre passo um secativo (Crème Steralys da Anna Pegova) nas áreas onde tenho mais oleosidade e cravos. Então se você também sofre com acne e que experimentar o Effaclar Mat, é bom ter um secativo por perto, já que o produto não tem nenhum ativo para controlar a acne, apenas a produção excessiva de óleo.

Eu comprei o meu na Droga Raia e se eu não me engano foi em torno de R$80. É caro, mas é o preço praticado pelas marcas de dermocosméticos. Avène, Vichy e La Roche-Posay tem todas mais ou menos o mesmo preço, então eu não me assustei tanto assim. Não sei se compraria novamente, pois como disse, minha preocupação tem sido mais a acne do que apenas a oleosidade. Mas é um bom produto. Um bom hidratante para peles oleosas. Se é isso que você procura, com certeza vale a pena investir.

Avaliação Final: 4 estrelinhas.

Testei: Bioré UV Aqua Rich

Bioré UV Aqua Rich Protetor solar para pele oleosa, até a pouco tempo era um assunto delicado. Atualmente as empresas começaram a investir em produtos para este tipo de pele e o leque de opções aumentou consideravelmente. Eu usei durante muitos anos o Minesol Oil Control da RoC (que ainda figuram entre os meus favoritos), mas estou sempre experimentando as novidades em busca de resultados melhores. E este é o caso da resenha de hoje.

O Bioré UV Aqua Rich Watery Essence o é tal protetor solar que virou “sensação” entre as meninas de pele oleosa. Para quem não está familiarizado, a Bioré é uma marca do grupo japonês KAO, que atua em diversos países como Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, China, Japão e outros, ou seja, a empresa é uma das gigantes da Ásia. A Bioré em si, é mais conhecida para nós pelo óleo de limpeza (falei sobre eles aqui) e por este protetor solar.

O que ele tem de diferente dos protetores que nós conhecemos é a textura e foi isso que fez dele um produto tão comentado pela internet nos últimos meses (tem resenha no East to West Skin Care, Coisas de Diva e Beca Brait). Demorei um bocado para fazer essa resenha e acabei com uma opinião um pouco diferente da opinião geral de quem usou.

Bioré UV Aqua Rich

Sua textura é rica em hidratação mas ao mesmo tempo é tão leve que pode ser usada antes da maquiagem sem destrui-la ou deixar a pele pegajosa. Possui excelente proteção contra os raios UVA e UVB com FPS50+/PA+++. A proteção UV é enriquecida pela tecnologia Aqua Jelly Capsule, que transforma-se em água, promovendo uma rápida absorção do produto. Sua fórmula contém Ácido Hialurônico e essências cítricas de grapefruit, laranja e extrato de limão que auxiliam a manter a maciez e hidratação da pele.

Como vocês sabem, eu tenho a pele muito oleosa e com tendencia a acne – inclusive começaram a aparecer algumas lesões no meu rosto que eu não faço ideia da onde vieram – e uma das minhas principais preocupações é sempre usar produtos oil free, não comendogênicos e que ajudem a controlar a oleosidade da pele. Pela descrição do Aqua Rich, vocês podem ver que ele não atende a nenhum destes requisitos. Isso foi uma preocupação enquanto eu estava usando o produto e, embora durante este período eu não tenha tido mais cravos ou espinhas do que de costume, não posso afirmar com certeza que ele não contribuiu para o “surto” de acne que eu estou tendo. A conclusão é: se você tem tendencia a acne ou tem a pele acneica, consulte seu médico antes ou, se começar a usar e notar que as lesões estão aumentando, suspenda o uso.

Sobre a textura, ela é bem diferente de todas as texturas que eu já experimentei: lembra um mousse, muito leve, espalha com uma facilidade incrível e tem pequenas bolinhas brancas, que são as tais “cápsulas de água” que em contato com a pele, estouram e somem. Sem sombra de dúvidas é a textura mais leve e confortável de protetor solar que eu já usei. Ele deixa a pele com uma leve sensação de refrescância, é rapidamente absorvido e não deixa a pele pegajosa, pelo contrario: logo após a aplicação ela fica bem sequinha e levemente matificada, nada daquele brilho pegajoso que alguns protetores deixam. Mas não se enganem (e é aí que vem a minha discordância em relação à outras resenhas): a pele não fica matificada o dia todo. Comigo a sensação é quase momentânea, pois duas ou três horas depois meu rosto já está oleoso quando uso o protetor sozinho. Por baixo da maquiagem não senti que a pele ficou mais oleosa, mas o brilho começou a aparecer antes do que se eu tivesse utilizando o Minesol Oil Control.

Bioré UV Aqua Rich

Na minha opinião, este é um protetor mais hidratante (porque a pele fica realmente macia) do que para controle da oleosidade, então eu não indicaria para quem tem a pele oleosa. Neste ponto eu concordo muito com a opinião do Pedro: acho que ele seria mais adequado para peles secas e normais e talvez mistas. Como eu comprei vou usá-lo, mas pretendo deixar para fazer isso no inverno, pois agora no verão minha pele já fica naturalmente mais oleosa e eu preciso de um produto que me ajude a contornar este problema. Então não, eu provavelmente não compraria novamente.

Para quem se interessou, o meu foi comprado no eBay com este vendedor por $14.55 e demorou em torno de 20 dias para chegar (paguei $4 a mais pelo frete com rastreio).

Avaliação Final: 3 estrelinhas.

Compras Internacionais

  • Todas as lojas e vendedores indicados nos posts são confiáveis, sendo que já tive experiências de compra com os mesmos.
  • Para saber todos os vendedores com quem já comprei no eBay, acesse o F.A.Q.
  • Para saber como comprar no eBay, acesse este post.
  • Segundo a legislação, todas as compras devem ser taxadas independente do valor. Caso isto aconteça, o valor da tributação é de 60% em cima do valor do produto + frete. Para saber mais a respeito acesse o F.A.Q.

Double Cleansing

Eu já mencionei aqui no blog que sou a mais nova adepta deste modo de limpeza do rosto oriental chamado double cleansing (em tradução literal, limpeza dupla), que consiste em limpar o rosto em duas etapas: utilizando primeiro um óleo e depois um gel ou sabonete de limpeza. Este é o método mais eficaz de limpeza do rosto que existe: esqueça o Bioderma pois por incrível que pareça, ele não limpa tanto quanto você possa imaginar. Mas, como eu disse, este método é oriental e ainda tem poucos adeptos no ocidente, principalmente no Brasil onde mais de 60% da população tem pele oleosa e não pode nem ouvir falar em passar qualquer produto à base de óleo na pele. Mas como sempre, nem tudo é o que parece.

Double Cleansing

Você já reparou que às vezes, mesmo quando usa demaquilante, acorda de manhã e encontra a fronha do seu travesseiro suja de base? A maquiagem, assim como o protetor solar tinto, tem pigmentos que não são solúveis com água apenas e portanto apenas produtos oleosos conseguem removê-los em sua totalidade. O mesmo vale para protetores solares resistentes, como é o caso da maiora dos protetores orientais. Daí a importância do double cleansing: ele vai limpar a pele profundamente removendo as impurezas da pele. Depois, basta aplicar seu sabonete ou gel habituais, para que eles possam remover qualquer resíduo que o óleo possa ter deixado na pele.

O modo de uso dos óleos é bem fácil: com as mãos e o rosto secos espalhe o óleo massageando em movimentos circulares. Em seguida umedeça as mãos e passe-as no rosto para emulsionar o óleo (nesta hora você irá perceber que ele virou um líquido branco, não se assuste, é assim mesmo) e por fim enxaguar com bastante água até a remoção completa do produto e seguir com o seu limpador habitual (o meu é o gel de limpeza Cleanance da Avène). É importante ressaltar que você precisa estar com as mãos e o rosto secos para aplicar o óleo ou ele não conseguirá fazer a limpeza adequada da pele.

Diferente do senso comum e como tudo o que diz respeito a cuidados com a pele, existem diversas texturas de óleos e há os específicos para peles oleosas, normais, secas, sensíveis e assim por diante. Escolher o melhor para você depende apenas de uma breve pesquisa. Recomendo muito a leitura do blog East to West Skincare para quem quer dicas de óleos de limpeza específicos, ou para quem gosta de cosméticos asiáticos e quer saber mais sobre eles. Com certeza é uma das fontes mais completas de informação em português sobre o assunto. Em tempo, eu estou usando um óleo de limpeza do Shu Uemura (tenho um frasco em uso e outro guardado) para peles oleosas, o Skin Purifier Fresh Pore Cleansing, mas a própria marca dispõe de outras versões.

Double Cleansing

Aqui no Brasil é difícil encontrar os óleos (que eu saiba, só há o da M·A·C e Dior), mas eu costumo comprar na Sasa.com. Nunca comprei no eBay, mas os mesmos vendedores com os quais compro BB Cream (tem uma lista com todos os vendedores com quem eu já comprei no F.A.Q.) também vendem óleos de limpeza.

Vale a pena experimentar o double cleansing. Eu só não aposentei meus demaquilantes ainda, porque é um desperdício deixá-los estragando. Mas a diferença entre uma limpeza feita com óleo e outra sem é gritante.

Skincare | Cuidados com a Pele – Dia

Para quem ainda não sabe, eu sou dona de uma pele muito oleosa, com tendência a acne, cravos no nariz, alto das maçãs e queixo e, ao mesmo tempo, é uma pele que resseca com bastante facilidade. Ao longo dos anos fui testando diversos produtos. Já passei por Natura, Nivea, L’Oréal, Neutrogena e hoje uso dermocosméticos e cosméticos ativos. Você precisa se endividar para cuidar da pele? Claro que não. Comece pelos produtos mais em conta, veja com quais você se adapta melhor e, conforme forem surgindo as oportunidades e caso você queira, experimente um ou outro dermocosmético. O mais importante de tudo é cuidar da pele.

Como faz muito tempo que eu postei aqui minha rotina diária de cuidados faciais, resolvi atualizar e sanar de vez as dúvidas de quais produtos eu uso pra isso ou para aquilo. É importante ressaltar que eu faço uso de medicamentos para a acne e que eu não vou citar os nomes aqui. A única pessoa que pode ou não indicar um medicamento para você é o seu dermatologista, então sempre converse com ele(a) (inclusive quando começar a usar novos produtos por conta própria).

Cuidados com a Pele – Dia

Avène | Cleanance Gel
Este é um gel de limpeza sem sabão especialmente formulado para peles oleosas e acneicas que apresentam sensibilidade. Ele é rico em Água Termal Avène e faz uma limpeza suave e eficiente da pele. Ele remove todo o excesso de oleosidade, mas não resseca a pele. Pelo contrário, ela fica com uma suave sensação de frescor, sequinha e macia. Estou indo para o meu segundo frasco e completamente apaixonada por ele.

Avène | Cleanance Lotion
Este é um tônico bifásico que segue a mesma proposta do produto anterior: rico em água termal e desenvolvido para peles oleosas e acneicas. O que diferencia esta loção dos demais adstringentes ou tônicos do mercado é que ele tem dupla ação: purifica e suaviza a pele ao mesmo tempo que possui ingredientes matificantes que ajudam a regular e absorver o excesso de oleosidade. Este já é o meu segundo frasco e sinto que minha pele fica menos oleosa quando uso esse produto, além dele realmente matificar a pele logo após o uso.

Lancôme | Hydra Zen Yeux
Se tem uma coisa que eu não sou fiel, é hidratante para a área dos olhos. Já usei muitos e não vou me lembrar de todos, mas o último que comprei é este anti-fadiga da Lancôme que promete suavizar bolsas e olheiras. Estou usando há pouco tempo então não posso avaliar com profundidade, mas o que posso dizer é que ele é sim bem hidratante.

Anna Pegova | Pegolift C
Sempre quis usar um anti-oxidante. Minha dermatologista até chegou a recomendar mas durante um bom tempo eu “deixei pra lá”. Sempre ouvi falar muito bem do Pegolift C que, além de ter vitamina C (ele é um dermocosmético), possui vitamina E, é clareador e promove um efeito lifting imediato. Efeito lifting eu não vi porque convenhamos, tenho 24 anos, mas o que mais me interessava eram os efeitos clareadores e a proteção contra os radicais livres da vitamina C. Faz pouco tempo que estou usando, então também não posso avaliar com profundidade, mas a textura é ótima, não oleosa e deixa a pele super aveludada.

Anna Pegova | Crème Steralys
Um creme dermopurificante, desenvolvido para peles acneicas que ajuda a previnir e regredir as lesões da acne. Ele é secativo, calmante e antibacteriano. Já é a minha segunda embalagem e eu uso diariamente como um tratamento preventivo e nas regiões onde há cravos e espinhas. Gosto muito por ser um secativo que pode ser usado durante o dia e o rendimento também é muito bom.

Avène | Clean-Ac
Este é um hidratante suavizante, não oleoso, desenvolvido para hidratar, proteger e acalmar a pele que passa por tratamentos anti-acne, muitas vezes irritantes e sensibilizantes. Infelizmente este é o único hidratante (além do Cleanance K) da Avène disponível no Brasil para peles oleosas. Ele não matifica nem ajuda a controlar a produção de oleosidade, mas ao menos não deixa a pele oleosa e é super hidratante. Mas faz parte da linha o hidratante matificante Cleanance, que acredito que seja vendido na Europa e EUA.

Bioré | Aqua Rich Watery Essence
Este é meu mais novo protetor solar. Dizem ser o melhor para peles oleosas. Ele tem FPS50, é enriquecido com ácido hialurônico, não é oleoso (embora eu não possa afirmar que é oil free), tem uma textura bem confortável e realmente parece que você não está usando nada. Ainda assim é um pouco cedo para eu dizer o que acho dele, visto que estou usando há pouco tempo.