Testei: BB Cream Dermage

Mais um BB Cream aqui no blog! Estou virando de fato #aloka do BB Cream. Mas calma! Este pelo menos é nacional. Sim, a Dermage (marca de dermocosméticos já conhecida aqui do blog) desenvolveu o primeiro BB Cream brasileiro, especialmente formulado para a nossa pele. Claro que fiquei entusiasmada com o lançamento, afinal, apesar de gostar muito dos BB Creams coreanos, a maioria deles não é tão sequinho ou a cor não dá nem um pouco certo para quem é um pouquinho mais morena. Então, um produto que aliasse todos os benefícios com cor, cobertura e textura para a nossa pele, seria perfeito! E melhor ainda se a gente puder achar ele com facilidade e sem ter que esperar 30, 60, 90 dias para receber, não é?

Então foi assim, cheia de expectativas e já com alguma bagagem de BB Cream (não sou nenhuma expert, mas já usei pelo menos 8 produtos diferentes) que eu me joguei no produto da Dermage desde que o recebi da assessoria da marca no começo deste mês. Quis testar bem ele, em diferentes condições climáticas para finalmente vir contar o que eu achei.

Balm multifuncional que reúne os benefícios de reposição e manutenção das necessidades diárias da pele. Sua fórmula protege, hidrata, controla a oleosidade e previne os sinais da idade. BB Cream possui efeito mate e cobertura suave que disfarça manchas e imperfeições deixando a pele uniforme e homogênea. Simultaneamente oferece alta proteção à pele contra os efeitos nocivos aos quais a pele está exposta no dia a dia incluindo exposição à radiação solar, poluição e outros agentes formadores de radicais livres. Oil & Paraben Free.

A primeira coisa que notei foi que, diferente do BB Cream da Anna Pegova, o da Dermage tem a textura mais parecida com os produtos coreanos: um creminho mesmo, mais consistente do que um filtro solar tinto. Nem por isso ele é oleoso. Apesar da textura encorpada, quando aplicado na pele, o produto fica bem confortável e não oleoso, afinal é oil free. Só que se você está esperando um efeito bem sequinho, não é isto que acontece: apesar de prometer acabamento mate, a pele fica com um certo brilho, um viço natural de pele saudável. Nada melequento e lustroso como o Spectra Ban por exemplo (usei algumas vezes o da minha mãe e fiquei brilhando). Como a pele não fica super “seca”, eu não percebi nenhuma melhora no controle da oleosidade, pra mim, durou o mesmo que qualquer outra base: depois de cinco horas a pele já começou a ficar oleosa na zona T.

Com esta textura mais encorpada eu achei que ele teria uma excelente cobertura, mas me enganei. Ele cobre muito pouco. Eu que tenho bastante olheiras e algumas manchinhas de acne, senti a necessidade de passar corretivo e um bom pó/base para finalizar a maquiagem – na embalagem diz que ele pode ser usado como um “primer”, mas eu já comentei que não gosto de passar base líquida ou cremosa por cima do BB Cream, sinto meu rosto muito pesado, rebocado. Tudo bem que eu normalmente faria este procedimento de qualquer forma, mas a cobertura dele pode ser comparada as versões water drop dos produtos coreanos, ou seja, quase nada. Se você procura por alta cobertura, talvez este não seja o produto certo pra você.

Em relação à cor, diz a lenda que ela se adapta a todos os tons de pele. Não posso falar pelas morenas, mulatas e negras, mas em morenas claras e branquinhas, ele com certeza funciona, até porque, como eu disse anteriormente, ele quase não adiciona cor nenhuma à pele. Claro que o ideal seria ter uma boa variedade de cores, mas já conquistamos um produto nacional e a Dermage merece seu mérito por isso (mas fica a dica!). O cheirinho também é agradável, meio herbal e super, mas super suave. Não incomoda, logo some e se bobear até passa desapercebido.

Uma coisa que eu preciso falar é que, em relação ao Full Matt da Anna Pegova, este tem um FPS muito mais aceitável: 35! Ou seja, não preciso me preocupar tanto em passar o protetor antes ou depois, só em retocar ao longo do dia, então ele de fato enconomiza tempo: hidratante + antioxidante + protetor solar + cor em um só produto. Eu acredito que este é um dos maiores benefícios do BB Cream: ele é multitasking. Então sim, se eu tivesse que escolher entre os dois, ficaria com o da Dermage.

Apesar do produto ser bom, oferecer muitos benefícios, o preço dói. Diferente dos BB Creams de US$12, este sai por R$93 e a bisnaga tem 30g. Minha opinião é que se você gosta de praticidade e um produto como este te ajuda a economizar tempo e satisfaz as necessidades da sua pele, vale a pena. Se não, se você se vira bem com o seu hidratante, protetor solar e base, fique com eles. Mas também vale colocar na ponta do lápis quanto você gasta com os três produtos, quanto tempo eles duram e se vale a pena comparado ao BB Cream. Usando todos os dias, eu chuto que ele rende aproximadamente um mês e meio ou dois.

Avaliação Final: 4 estrelinhas.

Be Sociable, Share!

    Comentários do Facebook

    comentários

    • Torço para que o mercado tenha um crescimento no lançamento de BB Creams, assim teremos maior competitividade e preços mais amigos. Por hora, vou manter meu combo atual de protetor, hidratante e base… R$93,00 em 30g é muito caro.

      Bjs e lindo final de semana,
      Carla Mariano
      http://www.maoslindas.blogspot.com

      • @MAOSLINDAS:disqus Eu não fui na Beauty Fair, mas ao que parece teremos mais lançamentos nacionais sim. R$93 é sim um pouco caro mesmo. Eu continuo com os coreanos pois apesar deste da Dermage ser melhor do que o da Anna Pegova, os primeiros ainda tem um melhor custo benefício ao meu ver.

        Beijos!

    • Pingback: Hi-Lo | Narda Negrão » Hi-Lo indica: posts por aí… #22()