Testei: Velvet Base Contém 1g

 

Desde que postei a foto desta base no Instagram (@gabi_rebello) muita gente ficou curiosa para saber da tal Velvet, a base de alta cobertura da Contém 1g. A verdade seja dita: até hoje só havia usado uma base da marca e fazem tantos anos que nem me lembro ao certo o nome dela, no entanto, quando o assunto é base, sou um pouco exigente. De Vult à Dior, já usei um pouco de tudo e tenho meus “requisitos básicos” para cogitar a compra de uma base. De cara já digo: a Velvet não estava na minha wish list e com a resenha, vocês irão entender o porquê.

 

 

Base de alta cobertura com toque aveludado. São com estas características de atuação e efeito que a Contém 1g lança a Velvet Base, produto com ativo 3D que disfarça imperfeições do rosto. As microesferas especiais presentes na fórmula são responsáveis por proporcionar aparência aveludada à pele. Possui ótima espalhabilidade, conferindo fácil aplicação. A Velvet Base chega às lojas para atender as mulheres que sempre buscaram por um produto capaz de esconder as imperfeições da pele em sua totalidade.

Pra quem ficou orfã da Dermablend (sim, a assessoria me confirmou que a Vichy não comercializa mais a marca Dermablend no Brasil), vale a pena procurar essa base. Ela promete alta cobertura e é isso que ela entrega: altíssima cobertura. A base sozinha é capaz de apagar algumas manchas e disfarçar muito bem olheiras, até as mais acentuadas. Por isso eu digo que, para quem tem problemas de despigmentação como vitiligo ou manchas escuras, pode ser interessante ir a uma loja conhecer. Se ela não cobrir tudo, com certeza irá atenuar muito as imperfeições da pele. Mas esse poder todo de cobertura veio, pelo menos pra mim, com alguns contra pontos: primeiro, a base é uma emulsão, ou seja, ela tem a textura um pouco mais oleosa do que as demais bases; segundo, ela não tem nenhuma indicação de ser oil free e não comendogênica (não obstrui os poros), informações importantes para quem tem pele oleosa e acneica e terceiro, apesar de ter a textura um pouco mais oleosa, não tem fator de proteção solar.

Muito bem. Eu testei essa base desde que recebi, em diversos “climas” (aqui em São Paulo vamos do inverno ao verão em uma semana) e a minha pele não se deu tão bem com ela. A cobertura é fantástica e não é pesada, não fica um “reboco”, fica uma pele bonita, saudável, com viço, mas eu tenho a pele oleosa e a Velvet Base conseguiu deixar a minha pele ainda mais oleosa. Depois de quatro horas mais ou menos, ela estava acumulada nas pálpebras (e muito acumulada) inferiores e superiores, além da minha testa e o nariz estarem super oleosos. Fazia tempo que isso não acontecia comigo, de uma base deixar o meu rosto oleoso desse jeito. Fui usar um lenço anti-oleosidade para enxugar, mas eis outra surpresa: a base transfere. Não transfere tanto quanto a Dream Matte Mousse da Maybelline, mas se você for usar um guardanapo, vai ver que ficarão resíduos de produto ali.

Embora a minha pele tenha tendência à acne, não notei espinhas ou cravos que tenham sido causados pelo uso da base, mas vou reforçar aqui que não há indicação do produto ser não comendogênico, então, demaquilante é item indispensável para remover essa base. Nada de água, sabonete ou shampoo de bebê, você precisa remover todo o silicone e o pigmento que foram depositados na sua pele. Ainda que a base tenha deixado minha pele oleosa, ela tem seus pontos positivos que vão além da alta cobertura: é um produto que espalha com facilidade e tem um ótimo rendimento. Uso um ou dois pumps para cobrir o rosto inteiro. Nas áreas em que meu rosto não é tão oleoso, ela durou bem, a cobertura diminuiu com o passar das horas, mas a base ainda estava lá. Assim sendo, acredito que seja uma base indicada para peles secas, normais e talvez mistas, não indico para quem tem pele oleosa e acneica.

Outro ponto que eu gostei foi a embalagem. Ela é de plástico fosco, a tampa preta e o pump dourado. O pump facilita muito a dosagem de produto e evita o desperdício. São ao todo 10 cores, a minha é a Natural 06 que eu achei que funcionou bem na minha pele, apesar de ter um fundo mais amarelado do que eu escolheria normalmente.

Agora vem a parte polêmica. A tal base custa R$157,00. Eu não compraria simplesmente porque, apesar da pele ficar linda, ela não se deu com a minha pele oleosa, mas, vi resenha de meninas com a pele normal, seca e mista que amaram o produto. “Mas poxa, isso é preço de base importada!”, é mesmo e eu concordo. No entanto a qualidade desse produto é equivalente ao de marcas renomadas e importadas, aí entra em uma questão de preferência: você quem escolhe se prefere a base nacional ou a importada. Eu continuo achando cara de qualquer maneira.

Avaliação Final: 3 estrelinhas.

Be Sociable, Share!

    Comentários do Facebook

    comentários