Tag: guerlain

Esmalte da Semana: Nahema

Esmalte da Semana: Nahema

Ando numa dificuldade só para escolher os esmaltes que quero usar, mas não por não saber a cor e sim por ter vontade de usar muitos! O problema é que ultimamente tenho tido vontade de usar mais esmaltes nudes e vermelhos, o que não faz muito sentido para uma pessoa que há pouco tempo atrás era completamente viciada em esmaltes azuis. Acredito que são fases mesmo, mas se por acaso vocês encontrarem por aqui fotos de esmalte pink, desconfiem, hahaha! Pode ser que eu não esteja mais no meu perfeito juízo. De qualquer forma, esta semana passei primeiro um nude acinzentado (que ainda vou mostrar por aqui) da Bourjois. Acordei no dia seguinte e decidi que a manicure não estava tão bem feita e a cor já não me agradava tanto. Tirei tudo, refiz tudo e acabei escolhendo uma das minhas “preciosidades” para esta semana: uma cor que é a cara do verão, o Nahema da Guerlain.

Esmalte da Semana: Nahema

Já contei aqui como foi que acabei com os esmaltes da marca em mãos e, até então, eu só havia usado uma das oito cores, mas foi o suficiente para me apaixonar! O Nahema não é diferente do Rouge d’Enfer em questão de qualidade: a textura é excelente, desliza com facilidade pelas unhas e a cobertura fica mais que perfeita com duas camadas. Ele não mancha as cutículas, é muito fácil de limpar e mesmo com o calor senegalês que tem feito em São Paulo, não formou bolinhas! Fiquei espantada pois o esmalte da Océane Femme e até mesmo o da Bourjois, ficaram cheio das tais bolinhas de ar por conta do calor. Além disso, a cor é um escândalo de linda! Não sou muito fã de esmaltes que puxam para o laranja, mas o Nahema é um coral maravilhoso! Acredito que ficaria ainda mais perfeito em mãos negras ou de quem está bem bronzeada, pois é uma cor que tende a valorizar muito a pele escura.

Como ele sozinho já chama um bocado de atenção, fui com uma esmaltação simples, sem filha única (fato meio inédito para mim). Mas usei como base o Protein Base Coat e o top coat foi o Good To Go ambos da Essie. Com esta “combinação de produtos”, o esmalte resistiu bem por quatro dias. Tem quem ache pouco, mas para quem está acostumada a ver a cor lascando já no dia seguinte, considerei isto como um ponto para lá de positivo! De qualquer forma, para quem procura longa duração, acho que vale a pena conhecer a linha ColorStay da Revlon. Já falei e repito: são os esmaltes que mais duraram nas minhas unhas até hoje!

O que acharam da cor?
Bom fim de semana!

Os Esmaltes da Guerlain

Os Esmaltes da Guerlain

Novembro é um dos meses mais esperados do ano para quem está há procura de boas compras, por conta do Black Friday. Mas a verdade seja dita: no Brasil, a data que veio importada dos EUA, não passa de uma grande palhaçada. Lojas inflam preços a fim de promoverem descontos inexistentes. Nos e-commerces de cosmético não é muito diferente. Eu estava querendo adquirir alguns produtos, mas acabei ficando com uma promoção inesperada da Sephora: esmaltes da Guerlain de R$90 por R$39!

Para quem não sabe, prazer, meu nome é Gabriela, tenho 26 anos e sou apaixonada por esmaltes. Eu costumava ter uma coleção com centenas deles, mas me desapeguei de mais da metade e hoje tenho apenas aqueles que realmente gosto. Assim sendo, na minha experiência, os esmaltes importados costumam ser superiores aos nacionais em muitos aspectos como apresentação, pincel aplicador, consistência, cobertura, brilho e durabilidade. Ainda assim, vale a pena desembolsar R$40 (ou que dirá R$90) em um vidrinho de 10ml? Sincera e honestamente? Não. Especialmente se você vai usá-lo apenas uma vez. No entanto, se você fizer como eu fiz durante muito tempo, talvez valha a pena reconsiderar. Vou abrir um parêntese aqui para contar uma história já bem datada, mas que me serviu de lição.

Os Esmaltes da Guerlain

Lembram do Particullière, um dos esmaltes mais badalados da Chanel? Pois bem, na época em que ele estava sendo comentado por aqui, eu fiquei absolutamente apaixonada pela cor. Mas um esmalte Chanel estava muito, mas muito longe de todas as minhas possibilidades. Foi então que, as marcas nacionais percebendo o vão no mercado, começaram a lançar uma atrás da outra, suas versões para o famoso francês. Advinhem quem saiu por aí como uma louca, comprando todos e quaisquer esmaltes que poderiam parecer com o tal Particullière? Pois é, moi. No final dar contas, devo ter ficado com bem mais de 20 vidros de esmaltes muito parecidos, mas nenhum deles era o Chanel que eu queria. Pior ainda: eu devo ter gasto muito mais de R$90 com um monte de esmaltes que no fim, acabei ou dando, ou jogando fora quando passaram da validade. Resumindo: se você quer muito, não adianta querer substituir por um, dois, três ou sabe-se lá quantos similiares. Na maioria das vezes o resultado é pura frustração e dinheiro jogado fora.

Bem, tendo dito isso, eu fiz um estrago maior do que pretendia. Inicialmente a ideia era ter comprado apenas 4 cores. Mas Guerlain e promoção, não são palavras que costumam andar de mãos dadas e eis que acabei com as 8 cores disponíveis no Brasil. Não vou mentir e dizer que depois não me deu um certo arrependimento – são esmaltes afinal, mas no fim, fiquei bem contente, porque são cores clássicas, que irei usar muito e com qualidade superior aos esmaltes que pude experimentar até agora.

Os Esmaltes da Guerlain

Por enquanto eu só usei o Rouge D’Enfer que é “o vermelho”. Nunca tive um esmalte vermelho tão bonito! Ele durou quase cinco dias na minha unha e o brilho é excepcional! Também foi muito fácil e até “gostoso” de aplicar, porque a textura é perfeita, ele desliza suavemente e o pincel pega, com apenas uma aplicação, quase a superfície inteira das unhas, ou seja: quase perfeito! O que estraga mesmo é o preço. Ainda assim, devo dizer que fiquei muito feliz com esta pequena coleção de “luxuosidades”. Mas não pretendo “enfiar o pé na jaca” deste jeito novamente. Pelo menos, não tão cedo (nunca diga, nunca).

Insolence | Guerlain

Esta não foi a minha primeira experiência com o icônico Insolence da Guerlain (que na minha opinião, em relação à marca, só não foi mais marcante do que o Samsara) e foi ótimo revisitar um velho conhecido, pois minha percepção da fragrância mudou radicalmente. Quando conheci o perfume eu era um pouco mais nova e meu “paladar olfativo” passava por Armani Mania, 212 Sexy, Very Irresistible e assim por diante. Na época, o Insolance não passou apenas de um grande frasco de incenso (que até hoje eu não suporto) e talco líquidos e eu nunca pensaria em comprar. Atualmente, apesar de amar com todas as forças os perfume gourmand (gustativos), meu leque expandiu um pouco: gosto dos florais, aquáticos e cítricos.

Assim sendo, quando recebi da Época Cosméticos Perfumaria um frasco do Insolence torci o nariz, mas logo aquela primeira impressão desagradável se desfez. O perfume mostrou-se um bouquet floral com toques frutais como nenhum outro que eu tenha sentido antes.

Para uma mulher de espírito livre, independente e impetuoso, uma fragrância sofisticada e sensual. Uma pirâmide olfativa desconstruída com notas de violeta, íris e framboesa, pela primeira vez usada em uma fragrância de Guerlain. O frasco, criado pelo escultor Serge Mansau tem um movimento maravilhoso que remete a um espiral, como uma pirueta, um redemoinho, que faz de Insolence a mais nova fragrância do luxo!

A saída do perfume é um coquetel de frutas exuberantes que misturam o cítrico refrescante com as vibrantes doces frutas vermelhas e é aqui que você se delicia nas curvas da fragrância: inesperadamente delicado, incrivelmente sedutor. Aos poucos as frutas misturam-se a uma explosão de flores delicadas e envolventes, a violeta e a rosa vem acompanhadas do toque levemente cítrico da laranja. Uma mistura perfeita, encantadora e cativante, mas que deixa claro que este não é um perfume para menininhas, ele tem personalidade e atitude. Por fim, ele fecha com chave de ouro em notas amadeiradas e almiscaradas que dão peso a fragrância, escancarando todo seu exagero e feminilidade. Não é à toa que Insolence é um perfume tão aclamado.

Apesar de ser um eau de toilette a fixação dele é excelente! Muito melhor do que vários eau de parfum que vemos por aí. Isso deve-se, única e exclusivamente, a escolha e concentração de cada uma das notas escolhidas para ele. Um trabalho lindamente desenvolvido pelos perfumistas Maurice Rocel e Slyviane Delacourte.

O frasco é um capítulo à parte e traduz de maneira clara toda alma olfativa do perfume: uma espiral de sensações surpreendentes e femininas. As curvas, o movimento, tudo conversa com cada nota a fragrância. E é um frasco lindo! Como poucos que vemos. Daqueles que dá vontade de deixar exposto, de admirar. Quase uma obra de arte. Mais um ponto que fez com que eu abraçasse de vez o perfume, afinal, com designer, frascos são uma das minhas paixões.

Preciso dizer mais? Pra quem ficou querendo conhecer, corre que na Época tem até um coffret com loção corporal e o perfume de 30ml que eu só não compro porque já tenho o meu. Amei! Não sei como consegui não gostar dele no nosso primeiro encontro.

Ilumine-se

Assim como o pó bronzeador (ou bronzant ou pó queimador), o iluminador também é um item que vem com tudo no verão e não só no rosto. As empresas começam a lançar hidratantes e loções com particulas de brilho que prometem realçar o bronzeado e deixar a pele iluminada. Mas e na hora da maquiagem? Você sabe dosar e aplicar o iluminador nas áreas corretas? Bem, não é tão difícil quanto parece, basta olhar nas fotos acima.

Diferente do que possa parecer, você não deve passar “um quilo” de pó iluminador no rosto, até ver o efeito. A graça toda está justamente aí: este tipo de produto depende da incidência da luz para se fazer ver. Então, conforme o movimento do rosto os pontos iluminados se sobressaem, deixando uma aparência de pele viçosa e bonita. E é aqui que entra a velha pergunta: onde eu aplico o iluminador? Muita calma nessa hora.

Primeiro, deixe seu pincel de pó de lado, você não vai querer seu rosto inteiro brilhante. Prefira um pincel chanfrado, de blush ou mesmo os dedos – dedo pra aplicar, pó? Sim! Aprendi com o Marcos Costa e super funciona! As áreas onde o uso do iluminador é indicado são: no osso do nariz, alto das maçãs, naquele famoso “C” invertido que contorna os olhos, na testa e no queixo. Mas sempre com muito cuidado, pois ninguém quer sair por aí parecendo a Globeleza em sexta-feira de carnaval não é? Se você não tem muita habilidade com o pincel e fica meio receosa, a dica é apostar nos produtos em gel ou cremosos. Eles são mais fáceis de passar e de remover se você exagerar.

Para aquelas que não possuem um produto com o nome “iluminador”, não tem tempo ruim também! Uma sombra em pó champagne acetinada, ou em lápis ou creme, faz muito bem o papel. Só fuja de sombras brancas e com muito glitter, pois o efeito pode ser mais brilhante do que você imaginou.

  1. High Beam Benefit – $24.00
  2. Blush Iluminador Infinitif Tracta – R$38,90
  3. Délice de Poudre Highlighting Powder Bourjois – R$89,90
  4. Météorites Perles Illuminating Powder Guerlain – R$226,90
  5. Eyeko Cream with Extra Glow – $19.00